Início > Mais Assuntos > Resposta I – Conceitos incorretos de Religião

Resposta I – Conceitos incorretos de Religião


Em homenagem ao meu amigo Pedro Ferreira resolvi responder em forma de post suas indagações a respeito dos artigos relacionados a ressurreição de Jesus Cristo, então segue:

“Pretendo fazer algumas observações, a medida que for lendo o texto.

De cara faço uma. O Cristianismo não seria 1 religião, mas sim um grupo de religiões.

O comum a todas elas é de terem baseado suas doutrinas em Jesus Cristo.

Mas algo que não é comum a todas elas é atribuir a ele Divindade. Para várias dessas religiões cristãs, Jesus foi (e continua sendo) um espírito (já que são todas elas Espiritualistas), assim como todos nós, mas com um adiantamento evolutivo muito elevado (para não dizer extremamente elevado), a ponto de não ser compreendido, naturalmente, já que é extremamente difícil (para não dizer impossível) que inteligências menores entendam uma inteligencia muito maior (talvez com o somatório dessas inteligencias menores se formasse um conceito mais próximo, mas algo complicado em nossa estrutura civilizatória esse compartilhamento de informações inicialmente divergentes).”

O Cristianismo é UMA Religião, contudo temos que entender que A Religião Cristã seria aquela que segue a Jesus Cristo, seus ensinamentos e conduta e acredita nas descrições históricas bíblicas sobre sua obra e ministério. O Islamismo considera Jesus Cristo um profeta enviado por Alá, mas isso não caracteriza a religião como sendo cristã.

Segundo o Concílio Histórico de Nicéia (325) que lançou a bases para Triunidade e norteou as características da Religião Cristã.

Como TODA a religião, existem as correntes, tendências teológicas, seitas e até mesmo heresias que historicamente sempre estiveram presente em qualquer religião. Exemplos: No Islamismo existem os radicais xiitas e os sunitas que mesmo professando a mesma religião são de certa forma opositores dentro da religião, essa oposição é étnica e não teológica. As Testemunhas de Jeová são uma religião que não acreditam em Jesus Cristo em qualquer aspecto, exceto pela sabedoria. Os Mórmos acreditam que Jesus apareceu para pregar aos índios americanos, isso não classifica-os como cristãos.

Colocar Jesus Cristo como um “Espírito Evoluido” é sim uma doutrina espiritualista, mas não é uma doutrina cristã do ponto de vista teológico ou até mesmo histórico.

Por fim, quando nos referimos a Religião Cristã nos referimos aos conceitos que tornam o cristianismo único, segundo descrito: No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus, ele estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito…Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória como o Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade.

Anúncios
Categorias:Mais Assuntos
  1. Alessandro Lima
    31/05/2010 às 9:58 AM

    Chico, te corrigindo, a oposição entre sunitas e xiitas (por que radicais?) não é étnica, é teológica mesmo. Os Xiitas acreditavam que só so decendentes de Mohamed (Maomé) podiam se califas e liderar o povo mulçumano enquanto os sunitas queriam colocar um amigo do Mohamed e achavam que a liderança não estava relacionada a linhagem do profeta. Nesse conflito todos os decendentes de Mohamed foram cruelmente assassinados, esse é o motivo da questão de ódio que existe entre Sunitas e Xiitas. Os Xiitas acreditam que algum dos decendentes de Mohamed sobreviveu e um dia surgirá novamente para liderar uma grande nação mulçumana (o Imã oculto), inclusive acreditam que isso vai ser a prova que a volta de Jesus estará próxima (sim os mulçumanos também acreditam na volta de Jesus).

    • 31/05/2010 às 12:18 PM

      Grande Alessadro,

      Obrigado por sua contribuição e as correções que são necessárias quando falamos de outras religiões. Muito me alegrou seus esclarecimentos.

  2. Alessandro Lima
    31/05/2010 às 10:14 AM

    Só explicando, pergunto porque você chamou os Xiitas de radicais já que a maioria dos grupos fundamentalistas (como o talebã por exemplo) é sunita. Acredito que essa má fama dos xiitas se deva ao fato de serem muito devotos a sua crença da decendência do Maomé e por praticarem o auto-fragelo. Por curiosidade em toda a história islâmica só existiu um estado mulçumano Xiita, que é o atual Irã. Todos os outros países islãmicos são de maioria sunita.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: