Início > Religão > Não fale de Igreja sem conhecimento de causa. Poupe meus ouvidos!

Não fale de Igreja sem conhecimento de causa. Poupe meus ouvidos!


Impressionante quanto o mercado da fé movimenta em cifras mensais, sem qualquer controle externo. Esses impérios neo-pentecostais formalizam um verdadeiro panteão de deidades humanas que se julgam santas e perfeitas instituições a serviço de Jesus, que diga-se de passagem, não tem nada haver com isso. Tais igrejas – embora, o termo conglomerado empresarial da fé seja mais adequado – prostituem o que há de mais puro no homem comum, a fé; tributando-a de tal maneira que seu tamanho é proporcional a sua doação.

 

A sublime adoção de uma prática de fé verdadeira e fundamentada nos ensinamentos de Jesus não passar pela “fé” professada pelos conglomerados. Deve-se salientar que existem Igrejas sãs, que à luz da bíblia sagrada evoca os preceitos difundidos por Cristo, em oposição às idealizadas por esses universalinos e seus co-irmãos. Infelizmente a ignorância de muitos torna qualquer igreja que aclame Jesus, como uma única religião: A religião evangélica. Cair nesse erro é tornar podre todas as igrejas cristãs.

 

É lamentável como percebemos que as pessoas não sabem diferenciar uma igreja histórica de uma igreja pentecostal ou neo-penteconstal. Colocam tudo sobre uma mesma “bandeira”, e isso é um erro.

 

Para que possamos entender, de forma bem simples é necessário responder a um pergunta simples: Quem poderá tirar o lugar de Edir Macedo da Igreja Universal? Resposta: Ninguém! Pois a igreja pertence a ele! A mesma coisa vale para a maioria das igrejas neo-pentecostais, possuem um DONO! As Igrejas Cristãs Verdadeiras pertencem, claro, a Jesus Cristo.

 

Entendo uma Igreja Cristã Verdadeira

 

As igrejas tradicionais históricas possuem uma liderança, e seus membros são co-participantes de toda sua estrutura física, espiritual e legal, todos são provedores e fiscalizadores do bem comum, e nem mesmo o pastor, poderia tomar decisões sem submeter a igreja, que delibera e vota os assuntos de interesse da igreja. Igrejas Históricas Tradicionais são oriundas ou da Reforma Protestante ou dos movimentos resultantes desta, por exemplo, IGREJAS BATISTAS e IGREJAS PREBISTERIANAS, embora que destas denominações saíram o que ficou conhecido de “Movimento Pentecostal”, um grupo de igrejas que possuem doutrinas diferentes, principalmente interpretações bíblicas com relação aos dons de línguas. Mas boa parte tem fundamentação administrativa idêntica as Tradicionais. Esse modelo de Igreja tem sua origem nos primórdios da igreja primitiva, a igreja fundada por Jesus.

 

 

Para finalizar, é importante que as pessoas falem quando possuem conhecimento de causa, expressar  opinião sem conhecimento de causa pode recorrer a erros grosseiros. É necessário entender que nem todas as igrejas possuem pastores ricos e cheios de dinheiro dos membros, pelo contrário, nas igrejas sérias e dedicadas a Deus, acontece justamente o contrário, a maioria dos pastores trabalham em outras atividades para se manter e, quando não, passam por privações severas. Nem todas as igrejas tradicionais são ricas, pois esse não é o objetivo. Conhecemos igrejas que lutam para manter as contas básicas, como água e luz em dia, simplesmente por entenderem que o mais importante é levar a Palavra de Deus todos os dias!

 

Vamos estudar e entender qualquer coisa antes de abrir a boca para falar de algo que não conhecemos!

 

 

 

Anúncios
Categorias:Religão
  1. 28/10/2010 às 8:57 PM

    trabalhamos em pról do reino sem termos nem condiçoes de assalariar um obreiro,temos voluntarios que dedicam seu tempo integral a DEUS e a sua óbra,nem por isso estamos deixando de fazer algo pelo perdido,nem queremos tambem ficar julgando ninguem ,não existe santos aqui no planeta terra,quanto ao ser dono de uma denominação problema de quem se atribui ser o dono,façamos a nóssa parte e seremos mais felizes.paz do senhor

  2. Denis Januário
    23/02/2011 às 4:56 PM

    Concordo em gênero, número e grau com o autor do artigo. As igrejas que se referem única e exclusivamente a questões financeiras cometem erros graves. Para quem conhece a Bíblia, existe o Dízimo, que é a décima parte do que se ganha como trabalhador. Nada mais além disso. Pode sim haver outos tipos de campanha de arrecadação de fundos “voluntário”, mas a Bíblia não trata nada disso. Não se compra benção. O céu não é vendido. É pela graça que somos salvos. O que passar disso vem do maligno.

  3. Bruno Güiguer
    25/07/2011 às 7:19 PM

    O engraçado é que oautor pede conhecimento de causa para discutir um assunto….Vc, em seu último parágrafo, demonstra com total “conhecimento de causa” que qualquer cristão verdadeiro deve ser pobre!!! está correto!?!?!? Eu particularmente acho que não…..e tbm acho que vc deve estar confundindo o mundo em que vivemos com uma mentalidade feudal…isso significa que se eu quiser ser cristão, devo fazer voto de pobreza?!?!?! hj em dia, com a internet, é fácil pseudo-intelectuais entrarem em confronto com bíblia, igreja e afins….tudo pq neste meio, como o autor disse, existem pessoas que simplesmente ganham dinheiro com o suor da fé do próximo, mas dizer que é generalizado, relacionar denominações e ainda citar situações corriqueiras do dia-a-dia brasileiro como algo “obrigatório” é sacanagem….não sou membro destas denominações mencionadas, mas sou sim CRISTÃO que dedica sua vida em prol da minha família (meu primeiro ministério)….portanto, cabe finalizar que não sou rico, muito menos espero isso em Cristo, mas frequento uma igreja abençoada financeiramente e trabalho arduamente para ter o maior conforto possível para minha família….diferente disso, é viver em Marte, onde o Capitalismo ainda não chegou….

    • 25/07/2011 às 8:08 PM

      Vou colocar algums pontos aqui que talvez o amigo não tenha entendido:

      Vc, em seu último parágrafo, demonstra com total “conhecimento de causa” que qualquer cristão verdadeiro deve ser pobre!!!

      Nenhum momento o texto cita isso. O texto expressa que “nem todas as igrejas…”. Quando me referi a “igreja sérias acontece justamente o contrário”, isso não necessariamente implica que igrejas com potecial financeiro seja um igreja distante de Deus.

      O que me refiro exatamente é que nas IGREJAS NEO-PENTECOSTAIS (e se o amigo faz parte de uma dessas, sinto muito!), o foco principal é o INDULTO da Benção pelo DOAÇÃO.

      Ser rico não é problema, o problema é o que faz com essa riqueza!!

      • Bruno Güiguer
        02/08/2011 às 8:10 PM

        Na realidade vou me basear em sua última colocação: e o que eu faço com meu dinherio (se fosse o caso) é problema seu???

        Voltando ao foco, realmente vc não diz isso 9que qualquer cristão verdadeiro deve ser pobre), mas insinua e ainda relaciona uma variante do cristianismo com a indulgência….que absurdo, vindo de alguém que pretende proclamar seu vasto e belo conhecimento histórico com este maravilhoso blog….é como dizer que no islamismo todos são xiitas….e se são xiitas, todos são terroristas….este artigo está vazio de conhecimento e demonstra nada mais que uma “suposta” frustração com alguma igreja petencostal…..querido, sim, existe vagabundos ladrões em igrejas, assim como em governos ou em qualquer área que atuamos, inclusive a sua….o mundo já está uma grande MERDA, não professe algo que somente gere mais discórdia….use teu espaço (que recomendo) para outros fins…..ou começe um moveimento acrescentando o que vc tem a dizer de construtivo ao cristianismo (o que acho impossível, afinal, o que vc com sua curta idade poderia complmentar a um movimento milenar?)….apesar que por ser uma “religião” baseada na bíblia, esta, a bíblia, deveria ser somente a VERDADE….mas até ela vc já tem questionado….

      • 02/08/2011 às 9:02 PM

        Amigo Bruno!

        Poderia não responder ao seu comentário, mas sabe eu gosto desses debates, pois são revigorantes…

        Na realidade vou me basear em sua última colocação: e o que eu faço com meu dinherio (se fosse o caso) é problema seu???
        Resposta: Não, mas irrelevante para o artigo!

        …realmente vc não diz isso 9que qualquer cristão verdadeiro deve ser pobre), mas insinua e ainda relaciona uma variante do cristianismo com a indulgência….que absurdo…
        Resposta: Absurdo? Neo-pentecostalismo criou uma modalidade de indulgência contemporânea, que apesar de nada ter haver com a indulgência da igreja católica instituída a partir século III. tornou o Agir de Deus em benefício Próprio! O que não conta mais a vontade de Deus, mas sim o interesse do servo… Através de uma “Onda Teológica” que fere os preceitos e a Exegese bíblica em benefício das arrecadações das ofertas que são extraídas, criando plano mirabolantes de sugar de quem nada tem, Exemplos? Fogueira Santa de Israel, Descarrego, Monte Sião e tantas outras…

        …é como dizer que no islamismo todos são xiitas….e se são xiitas, todos são terroristas….
        Resposta: Acredito que falta uma interpretação textual do artigo mais completa! Novamente ratifico que em nenhum momento vislumbrei todos os cristãos seguindo a mesma visão teológica!

        este artigo está vazio de conhecimento e demonstra nada mais que uma “suposta” frustração com alguma igreja petencostal…..
        Resposta: Faço parte de uma Igreja TRADICIONAL, contudo respeito os pentecostais, e nunca fui ou me sentir constrangido pelo Pentecostaliso; a palavra “suposta” e “frustração” são antagônicas, mas, agora, me faz entender os motivos de você não está enxergando o VERDAREIRO sentido do artigo! Contudo acredito que seja deselegante expressar opinião sobre alguém que eu não conheça!

        querido, sim, existe vagabundos ladrões em igrejas, assim como em governos ou em qualquer área que atuamos, inclusive a sua….o mundo já está uma grande MERDA, não professe algo que somente gere mais discórdia….use teu espaço (que recomendo) para outros fins…..ou começe um moveimento acrescentando o que vc tem a dizer de construtivo ao cristianismo (o que acho impossível, afinal…

        Resposta: Sabe…Vou lhe colocar uma coisa. Nos países desenvolvidos a oposição a um determinado governo é vista como uma forma de identificar possíveis desvios e descaminhos dos governantes, isso que dizer que a oposição não AME seu país? Claro que não! Eu critico as interpretações errôneas daquele que AMO!! CRISTO! AQUELE QUE FOI SIM POBRE…AQUELE que, humildemente recusou-se a si próprio por MIM. MESMO EU NÃO SENDO MERECEDOR! Isso não quer dizer que eu precise ser pobre…Mas isso quer dizer que preciso conhecê-lo para amá-lo; você não pode amar aquilo que você não conhece!
        Sabe o que me dói, é ver pessoas com coração bom, sendo manipuladas de forma tão descaradas que mancham o cristianismo hoje em todos os segmentos!

        o que vc com sua curta idade
        Resposta: Vou aceita isso como um elogio…

        poderia… complmentar a um movimento
        milenar?)….apesar que por ser uma “religião” baseada na bíblia, esta, a bíblia, deveria ser somente a VERDADE….mas até ela vc já tem questionado….

        Resposta: O cristianismo sofre a inteferência humana, difícil de entender? Observe quantas denominações cristãs temos? Quantos Jesus cristos temos? A Uniformidade Cristã ficou com a igreja primitiva no II século…
        Não quero contribuir com uma “religião milenar”. Meu objetivo é anunciar a Cristo! Jesus Cristo é único, uno!! Quantos cristos você encontra nas TVs hoje?

        Para finalizar ratifico que o Cristianismo Puro e Simples, defendido por C.S.Lewis está sendo atacado pela perda de valores do mundo atual….Sua igreja é rica? Você é rico? Excelente, e o que tem feito dessa riqueza? Você faz do seu dinheiro o que quiser!! Mas um dia prestará conta de tudo…E não será a mim….
        …Insensato!Essa mesma noite a sua alma lhe será exigida. O que tens preparado?Lucas 12:20

        Peace

  4. Bruno Güiguer
    10/08/2011 às 9:58 PM

    Finalmente mostrou quem vc é com este comentário…..ou melhor, réplica. Utilize isso. Deus te deu um dom para o público e o meio intelectual. Use-o. Critique sim a Igreja Universal do Reino de Deus, pois tenho, em relação a esta, a mesma idéia formada que vc. Não sou rico, mas uso dos meus recursos, inclusive intelectuais e físicos, o melhor que posso para Deus. Sou professor de História em uma escola por princípios (bíblicos). Sim, isto existe. Novamente, produza artigos utilizando aquilo que vc conhece, CRISTO. Esqueça a mesquinharia humana e mostre ao mundo através do seu espaço e poder de influência a palavra de Deus….Faço o msm no meu dia-a-dia….assim, se fizermos cada um a sua parte, quem sabe não mudamos esta realidade hipócrita….por fim, respondendo: sim, “minha” igreja é rica graças ao que tem feito pela sociedade aqui em Curitiba…porém, nem por isso é feito campanhas objetivando $$$$….pelo contrário…..

  5. Francisco Bendl
    05/10/2011 às 8:40 AM

    Lamento profundamente que a questão religiosa hoje seja discutida através do dinheiro! Logo o vil metal.
    A partir daí eu as considero falsas, simplesmente.
    Arrecadar dinheiro do “fiel” com o intuito de pregar o Evangelho é um verdadeiro disparate e ofensa aos desígnios de Deus.
    Que arrecadassem fundos para matar a fome de milhões de pessoas que ainda vivem à míngua em dezenas de países seria meritório; que arrecadassem verbas para melhorar a saúde de povos que não sabem o que é esgoto e vivem doentes seria uma caridade; que buscassem fundos para construir escolas e dar ensino a milhões de crianças seria benéfico.
    Mas captar dinheiro tendo motivo a difusão do Evangelho um absurdo!
    Eu não consigo entender religião separada da caridade, portanto, se não for assim é um negócio.
    E todo o negócio visa lucro ou alguém sair ganhando, então deixou de ser religioso para virar barganha, e alguém irá se aproveitar desta situação e viver nababescamente, divulgando a plenos pulmões que foi um “abençoado”!
    O problema é que o povo tem medo de questionar uma pessoa que se apresenta como pastor, padre, rabino ou tenha lá a definição que tiver.
    Diante da incerteza que temos sobre a vida espiritual é melhor acreditar no que diz aquele sujeito do que desafiá-lo, razão pela qual essas igrejas neo-pentecostais crescem tanto, justamente através do desconhecimento do povo e o receio do castigo eterno.
    Uma baboseira.
    Ora, se Deus me proporcionou uma inteligência por mais medíocre que seja, eu não posso deixar de questionar os métodos que ele exige do ser humano (a perfeição de uma existência) se eu fui criado imperfeito!
    Se eu tenho uma série de problemas como exigir que eu tenha um comportamento ilibado?
    Se eu sou dependente de outras pessoas, portanto, humano, que eu valorize o meu próximo, mas não voltar às costas a ele em nome de uma fé ou crença que me empurram goela abaixo.
    Se a religião exige que eu seja humilde, como ela ostenta tanto riquezas e poder?
    Será desta forma que ela entende que se mostra verdadeira?
    A verdade é que ninguém sabe nada a respeito da existência de outras vidas após a morte. Existem apenas especulações e algumas pessoas esforçadas que dizem que os espíritos perambulam entre nós, mais nada.
    O ser humano precisa valorizar e respeitar o próprio ser humano.
    De nada adianta eu rezar 24 horas por dia e não atender às necessidades do próximo.
    Se somos filhos de Deus e eu estou maltratando alguém, certamente eu vou estar ofendendo a Deus; se eu tratar bem uma pessoa, indiscutivelmente vou estar sendo bem visto por Deus, e assim por diante.
    Deus não precisa de nossas preces, nós é que precisamos de ajuda; nós é que sofremos neste mundo de injustiças e de dores; nós é que necessitamos uns dos outros.
    Desta forma, deploro essas religiões que enganam, que mentem, que amedrontam, que exigem condutas impossíveis de serem seguidas, que tomam dinheiro das pessoas em nome do dízimo, uma blasfêmia!
    Por outro lado, quantas milhões de almas foram mortas em guerras e revoluções “em nome de Deus” e arquitetadas pelas religiões?
    Admito a existência de religiosos caridosos, que trabalham em hospitais, que levam um pouco de solidariedade aos pobres, que lhes preparam comida (normalmente a crença mais combatida pelos evangélicos, o espiritismo, contraditoriamente), mas são pessoas isoladas, que não levam consigo a congregação a que pertencem a não ser atender o próximo porque são boas, são pessoas de elevada estatura moral e bondosas.
    Mas as religiões como organização jamais se uniram para diminuir a miséria do mundo, a pobreza de várias nações, a violência que ainda estamos vivendo.
    Acredito em Deus, sim, mas não nas suas autoproclamadas representações ou naqueles que falam em seu nome.
    Eles são os verdadeiros lobos em pele de cordeiros.

  6. 01/03/2012 às 5:29 PM

    Eu sou ateu.

    • Nemo
      27/08/2012 às 1:37 PM

      Ola…és um ateu, entáo isso é problema seu.

      • 27/08/2012 às 3:27 PM

        Você leu o artigo? Fez uma interpretação do texto? Acredito que não meu irmão. Sou evangélico!

      • Evandro Moreira dos Santos
        28/02/2013 às 9:19 PM

        nÃO TE PERGUNTEI NADA

  7. 01/03/2012 às 5:32 PM

    O companheiro Francisco Bendl tem todo o meu apoio.

  8. 23/03/2013 às 8:41 PM

    e chico tu devias explicar para pessoal ,diferenças do protestantismo Lutero, Calvino,singuillo , metodistas luteranos anglicanos etc .as igrejas novo mundo tipo batista
    ai revolução da pobreza feita pelos padres na colômbia e no peru chamada teologia da libertação e movimento dos anos 50 e 60 nos e.u.a via mídia para os cristão que responderam peso que estudem mais ?faço uma pergunta qual discípulo de cristo dos 11 morreu rico? alias eu respondo nenhum!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: