Início > Guerra no Pacífico, Guerras, História, Mais Assuntos > Guadalcanal – Primeira Ofensiva no Pacífico

Guadalcanal – Primeira Ofensiva no Pacífico


No posto do Cel Hunt, onde estou aquartelado, ouvi notícias ruins: que o Cel Goettge, o Ten. Cory, o Cap. Ringer e vários outros do nosso pessoal desapareceram num excursão a Matanikau. Como também o velho e incorrigível aventureiro Dr. Pratt, que embarcou na expedição só pela diversão da aventura.

A história é que um prisioneiro japonês (são mais de cem em Guadalcanal a esta altura, sobretudo tropas de trabalho), ofereceu-se para levar o Cel. Goettge até a aldeia, afirmando que as japas estavam dispostos a entregar-se.

Então o Cel. Goettge reuniu um grupo de 26 oficiais e homens, e partiu para Matanikau. O grupo fez um desembarque noturno, caindo em cheio no meio de uma emboscada japonesa. O Cel. Goettge foi o primeiro a ser atingido.

Só três do grupo escaparam a nado para Kukum. Foram o cabo Joseph Spaulgind, o Sgt. Arndt e o Sgt. Few. Few e Arndt mataram três japas cada, no decorrer da luta.

O Sgt. Few, um meio-índio moreno, de 22 anos de idade, é imensamente respeitado pelos homens por ser, como dizem os fuzileiros navais, “durão mesmo”. Isso quer dizer que é um cara de fibra, e Few, sem a menor dúvida, se encaixa no papel; tem olhos ferozes, um corpo esguio, e se move com uma rápida facilidade de um gato.

O Sgt. Few me contou a história da malfada expedição. Ainda estava meio abalado com a experiência.

– Eles acertaram rápido o Cel. Goettge na direita do peito. Spaulgind e eu fomos correndo até ele, mas quando o toquei vi que estava morto.

“Só então notei alguém ali perto. Gritei perguntando quem era, ele deu um grito de guerra e meio pra cima de mim. Minha submetralhadora emperrou. Fui atingido no braço e no tórax com sua baioneta, mas derrubei seu fuzil. Eu o sufoquei e o apunhalei com sua própria baioneta.”

Sabendo que o Cel. Goettge estava morto, disse Few, ele começou a voltar para juntar-se aos outros homens que haviam desembarcado. Então localizou de repente um japa em uma árvore.

– Minha arma continuava bloqueada – ele disse. – Então peguei emprestada a pistola do Arndt e atirei sete vezes no japa.

“Consegui destravar e pôr minha arma em funcionamento depois disso, mas o carregador não funcionava. Tinha de enfiar um cartucho na câmara toda vez que quisesse atirar. Só podia disparar um tiro de cada vez. E nesse exato momento, vi outro japa. Disparei e o atingir na cara. Depois o espanquei violentamente com a coronha de minha arma.”

Quando voltou ao grupo principal de fuzileiros, Few encontro-os entrincheirados para um combate. Ele também se enfiou no buraco, usando o capacete e as mãos, e segui-se uma longa troca de fuzilaria.

Vários outros americanos haviam sido atingidos, notadamente o Ten. Cory, o intérprete, com uma bala no estômago, e o Cap. Ringer. Os japas fechavam o cerco para a matança, quando o céu começou a iluminar-se com um brilho de início do amanhecer. Spaulgind, que antes correra para a praia. Começou então a nadar em direção a Kukum. Arndt segui-o. E então Few, após despir-se e ficar só com a roupa de baixo, correu como um raio para a água.

– Foi o fim dos outros na praia – disse Few. – Os japas fecharam o cerco e destroçaram o nosso pessoal. Eu vi espadas resplandecendo no sol.

Few teve de nada mais 7 quilômetros para alcançar Kukum, e, embora haja tubarões naquelas águas, conseguiu chegar. Quando conversei com ele apenas horas mais tarde, não me pareceu nem um pouco cansado fisicamente.

Relato de Richard Tregaskis – Correspondente de Guerra na Ilha de Guadalcanal na quinta-feira 13 de Agosto de 1942.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Guadalcanal foi tomada pelos japoneses na grande ofensiva de dezembro de 1941. Essa ilha estratégica com uma campo de pouso que daria invergadura para incursões aéreas  na Austrália foi um primeiro grande objetivo ofensivo do que americanos classificaram como Teatro de Operações do Pacífico. O objetivo era tomar as terras Guadalcanal, ilha que faz parte do Arquipélago das Ilhas Salomão, expulsar as defesas e colocar em operação o aeroporto que estava em fase final de construção. A operação envolveu o 11 mil homens do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estado Unidos e embarcações de apoio que iriam evitar a chegada e reforços por mar. O desembarque foi realizado no dia 07 de agosto, não houve resistência durante o desembarque anfíbio. Contudo, uma contra-ofensiva japonesa do 17º Exército Japones comandado pelo Tenente-General Harukichi Hyakutake em 21 de agosto, tornou a conquista difícil e custosa, já que a batalha foi por terra, mar e ar.  O Almirante Tuner foi obrigado a deixar os fuzileiros por conta própria e sem provisões para protejer o Porta-Aviões Hornet na costa do pacifíco. Os Marines resistiram as diversas ofensivas japonesas até receber reforços e concretizar a tomada, embora isso só aconteceu em fevereiro de 1943.

 

 


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: