Início > História, Mais Assuntos, Recife > Recife – Sua História Contada em Fotos

Recife – Sua História Contada em Fotos


Arco da Conceição

Arco da Conceição

 No local onde o Recife nasceu, justamente na cabeceira da Ponte construída pelo conde flamengo, e que recebera seu nome, Ponte Maurício de Nassau, existia o Arco da Conceição que era o Portão de Entrada da cidade, foi demolida 1913, por exigências do trânsito

Arco da Conceição

 O Arco da Conceição foi considerada por muitos anos o Portão de Entrada da cidade, já que ficava na Ilha do Recife e o acesso ao continente se daria pela Ponte Maurício de Nassau, uma outra alternativa até o final do século XIX de chegar, por exemplo, a Olinda era pegar um pequeno barco que transportava as pessoas da pequena faixa de terra que ligava a praia próxima ao Forte Brum com a vilarejo chamado de Santo Amaro das Salinas, atualmente essa região está os depósitos do Porto do Recife.

Arco da Conceição

Arco da Conceição

 Na cabeceira da ponte encontramos o seguinte texto: Na entrada desta ponte, a primeira feita no Brasil e levantada neste local por Maurício de Nassau, o fundador da cidade, existiu o arco da Conceição, com uma das portas que se fechava, edificada em 1645 e demolida em 1913, por exigência do trânsito.

 Leia novamente: “Exigência do Trânsito em 1913“, que coisa…

Arco de Santo Antônio

Arco de Santo Antônio

 Arco de Santo Antônio ficava na cabeceira oposta da Ponte Maurício de Nassau, ou seja, o viajante que chegasse ao Porto do Recife, passava primeiramente pelo Arco da Conceição e, do outro lado, pelo Arco de Santo Antônio, que diga-se de passagem, deu nome ao bairro de Santo Antônio, que também é uma ilha.

Porto do Recife

Porto do Recife

  A foto data de 1875 e é uma das primeiras fotografias do Recife. O porto do recife era onde a saúde econômica da província se sustentava, e muitas das revoltas e guerras iniciaram e terminaram aqui. Contudo onde a localização do porto como é conhecida hoje não é total, o porto se estendia até a margem oposta do Capibaribe, onde foi edificada no início do século XX uma ponte giratória, e os navios veleiros e embarcações à vela entravam até a embocadura do Rio Capibaribe, até e lá desembarcavam passageiros e cargas, onde hoje é as proximidades do Grande Hotel, atual Fórum Judiciário.

Extenção do Porto do Recife no Rio Capibaribe

Extenção do Porto do Recife no Rio Capibaribe

 Nessa foto é possível ver ao fundo o Grande Hotel, foi considerado no início do século o mais luxuoso hotel da cidade, o mesmo dispunha de cassinos e jogatinas, e era frenquentado pela Elite pernambucana. Entre as personalidades se hospedou está o então presidente francês Charlles De Gaulle, o presidente americano Eisenhower.

Capibaribe

Capibaribe

Vista do Porto no Rio Capibaribe

Torre Malakoff

Torre Malakoff

 A Torre de Malakoff foi batizada com o nome de uma das torres da fortaleza de Sebastopol, durante a guerra da Criméia (1853-1855), a torre construída pela província de Pernambuco para ser observatório astronômico, e assim foi inaugurado o primeiro da América latina. Observa-se nesse foto ao fundo os Arcos da Ponte Maurício de Nassau (Conceição e Santo Antônio).

Vista Aérea

Vista Aérea

 Vista Aérea da Ilha do Recife (Recife Antigo), e ao lado a Ilha de Santo Antônio.

Ponte Giratória

Ponte Giratória

 A ponte Giratória foi construída como parte de um plano de modernização da Ilha do Recife para se transformar em um polo de desenvolvimento regional. O projeto iniciou em 1918, e chegou a demolir 65% das construções do bairro  sob o governo de Dantas Barreto. A ponte foi inaugurada em 1922 e atualmente só há os pilares originais e serve de sustentação para a atual passagem.

Paço da Alfandêga

O Shopping Paço da Alfândega não era um shopping nem mesmo uma alfandêga quando foi construído, ele foi inaugurado em 1732 como um Convento Camerlita e no século XIX passou a ser alfândega.

Ponte Maxambomba

Ponte Maxambomba

 A ponte Maxambomba era uma ponte ferroviária que era usado por três de transporte de passageiros, esses passageiros pegavam o trem (chamada de Maxambomba), na rua do Sol, em frente ao atual prédio do MPPE com destino para a várzea. A ponte deu lugar a Ponte Duarte Coelho, do lado esquerdo da foto observa-se a igrejinha dos ingleses, onde atualmente encontra-se o cinema São Luiz, nessa época (início do século XX), ainda não existia a Av. Conde da Boa Vista, que era apenas a rua Conde da Boa Vista e sua extensão só chegava até onde atualmente é a faculdade Fafire.

Vamos postar outras história…

Anúncios
  1. 21/05/2011 às 12:53 AM

    Amigo, Chico. Mais uma vez parabéns pela publicação, show de bola que orgulha qualquer recifense, e fica aí o registro histórico para quem tem interesse em pesquisar nossa história recente. Gostaria de fazer uma sugestão, válida para seu blog inteiro, de incluir os botões de compartilhamento nas redes sociais, como orkut e facebook, a fim de facilitar o compartilhamento da matéria nesses redes. Abraços. Paulo.

    • 21/05/2011 às 6:55 PM

      Obrigado Paulo!! Fico muito feliz pelo seu comentário e com certeza vou seguir sua orientação.

  2. Claudson
    27/05/2011 às 11:37 AM

    muito interessante adoro a história de Pernambuco principalmente a do grande Recife, outra coisa que me chamou atenção nesse blog foi a história sobre a Ponte Maxambomba, eu ainda não tinha ouvido falar que era uma ponte ferroviária. Espero ler mais sobre o Velho Recife aqui nesse blog, abraços…

  3. Hermeson
    15/06/2011 às 11:55 AM

    Muito bom seu trabalho, são dados super dificeis de encontrar, isso mostra o quão fundo você foi em suas pesquisas. Muito bom!
    Parabéns!

    • 15/06/2011 às 12:05 PM

      Muito obrigado Hermeson,

      Fico muito feliz e divulgar o resultado de nossas pesquisas.

  4. sandro
    06/07/2011 às 9:00 AM

    muito bom quebela recife que nos não tinhamos conhecimento, quão grande és tu minha cidade, ficou muito lindo voce esta de parabens.

  5. 16/05/2012 às 8:56 PM

    Grata surpresa que tive ao cruzar com teu blog. Adoro história e acho que a de Recife apesar de rica ainda é pouco difundida. Parabéns pela iniciativa!

    • 16/05/2012 às 8:57 PM

      Muito obrigado Camila. Minha cidade é a inspiração para a História e para mim também. Abraços

  6. Lucy
    08/05/2014 às 8:01 AM

    Que lindo, um dia alguém poderia fazer uma estrutura móvel com estes arcos impressos, como lembrança da História da cidade.

  7. meire mercia
    26/05/2016 às 10:59 PM

    ola amigo,estou fazendo um trabalho sobre recife antigo,esse trabalho me pede imagens,so que tenho que saber quem tirou essas imagens a data quem a fez, o auto das imagens, tem como vc me ajuda?

    • 26/05/2016 às 11:05 PM

      Olá,

      Me passe um e-mail (francismiranda28@gmail.com) informando quais as imagens você precisa dos dados.

  1. 01/06/2012 às 9:23 AM
  2. 14/05/2014 às 7:15 PM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: