Início > Guerras, História > Horten 2-29 – O avião nazista que poderia ter mudado a história

Horten 2-29 – O avião nazista que poderia ter mudado a história


 Os alemães estavam em plena batalha pela superioridade
aérea contra a Inglaterra, a Luftwaffe estava empregando todo seu poderio para
isolar e destruir a força combativa dos ingleses, mas havia um diferencial: a
tecnologia de radares. Quando os grupos de aviões inimigos se aproximavam das
ilhas britânicas, radares e os observadores acionavam os defensores da RAF mais
próximos para repelir os ataques.  Sabendo disso, Hitler encomenda aos irmãos
Horten a criação de um projeto de avião que pudesse passar pelos radares sem
serem identificados. Começava a criação do primeiro avião Stealth (invisível
para radares). O Horten 2-29 foi elabora para reverter o curso da guerra, e,
para sorte dos Aliados, não chegou a ser concluído. No ano passado, a National
Geographic teve acesso ao projeto e juntamente com um grupo de engenheiros e
projetistas da Northrop Grumman criaram uma réplica do Herten 2-29.

Anúncios
  1. Jorge Pereira
    28/05/2011 às 12:12 PM

    É parece que a Alemanha esteve pertinho de vencer a II GM, só faltou o pequeno detalhe do desenvolvimento de um computador digital de bordo com megabytes de memória e rodando um software de controle robusto para estabilizar um avião a jato sem cauda, exatamente como no B2 da USAF. Cada exemplar do B2 custa 1 Bilhão de dólares…

    • 28/05/2011 às 1:51 PM

      É verdade Jorge, contudo só o fato deles iniciarem a tecnologia já é algo a ser considerado.

  2. Jorge Pereira
    29/05/2011 às 8:10 PM

    A Alemanha ajudou imensamente os aliados na II GM! Expulsou seus fisicos mais brilhantes envolvidos com pesquisa nuclear, economizou bilhões dos aliados em pesquisa e desenvolvimento de armas (misseis, avião a jato, equipamento do visão noturna, tecnologia stealth) que só se tornaria operacional dezenas de anos depois do fim da guerra, integrando-se aos arsenais dos aliados. A impressão que se tem foi que a Alemanha fez um grande esforço para *perder* a guerra.

    Os aliados, mormente os USA, investiram em otimização de processos, redução de custos, melhoria da logístia, produção em massa e organização e métodos.

    Os alemães investiram na masturbação tecnológica e deu no que deu…

    • Jorge São José
      23/01/2014 às 10:09 PM

      Ainda bem, xará. Senão a metade do mundo ocidental estaria nos dias de hoje falando alemão e, nós mestiços brasileiros, estaríamos sendo escravos dos nazistas.

  3. Hakenkreuz Zuliben
    24/01/2012 às 2:59 PM

    Acho que redução de custos, melhoria da logistica, produção em massa e principalmente organização e métodos os Estados Unidos não tinham, isso eles tiver que aprender dos japoneses depois da decada de 70. E a Alemanha em tecnologia cagava na cabeça dos Aliados. Não é a toa que tudo que eles tinham e tem ainda hoje era cópia dos alemães.

  4. Daniel Arlanch
    27/06/2012 às 4:23 PM

    Quem colocou o Homem na Lua foi o Sr. Wernher Magnus Maximilian von Braun, pesquisador alemão da segunda guerra, preso pelos Norte Americanos e liberado em troca de toda tecnologia de foguetes da alemanha

  5. LUIS EDUARDO S. TORRES
    09/01/2013 às 10:00 PM

    Dei uma olhada no design desse aviao a prva de radares da segunda guerra,esse tal de horten,e dei graças a DEUS,dele nao ter ficado pronto,pois a semelhança com stealth e´ incrivel.

  6. Nickolas Romeiro
    17/08/2013 às 11:25 AM

    Imagina se eles tivessem acabado o projeto 😛

  7. Jorge São José
    23/01/2014 às 10:20 PM

    Ainda bem que a Alemanha nazista foi liderada por um louco sanguinário. Graças a ele, que não deu a devida atenção aos seus generais, que a Alemanha nazista levou porradas dos soviéticos e os soviéticos arrasaram com o exército alemão. Melhor fez o homem do bigodinho ridículo, quando expulsou as cabeças pensantes da Alemanha. Muitos porque eram os odiados judeus; outros porque eram comunistas; mestiços (que o do bigodinho odiava), etc, etc Ainda bem que ele “expulsou” Einstein para a Inglaterra e este imigrou depois para o EUA. O do bigodinho nunca havia entrado numa Academia Militar e queria saber mais que os oficiais graduados. Foi um simples cabo na Primeira Guerra Mundial. Devemos nossa liberdade aos americanos (principalmente), ingleses, franceses (resistência) e aos soviéticos.

  8. José Carlos - São José dos Campos - SP
    24/09/2014 às 2:26 PM

    Ehr, quanto a tecnologia os alemães criaram tudo, desde a metodologia PDCA, em projeto que podemos ver em vários filmes e livros da época, até os métodos de produção ainda hoje exemplo de produtividade industrial que os japoneses que levam credito disso só o demonstraram na década de 60. Sem eles e sua época de ouro do desenvolvimento a partir de 1925 até 1945, o mundo como o conhecemos, para bem e para o mal, não seria possível , Uma pena que deixaram em suas linhas de produção espólios de guerra para os “3 principais aliados”. Predadores que se aproveitaram dos projetos e prisioneiros para entrar na era nuclear e serem dominantes em suas áreas de influencia fazendo exatamente o que quem combatiam o fazia. O principal deles, se aproveitou um projeto quase pronto na linha de montagem, para um ligeiro “try out”, sobre os infelizes japoneses de Hiroshima e Nagasaki, só para ver como funcionava, pois militarmente era totalmente desnecessário, pois o Japão já estava entregando os pontos.
    Este predador continua auferindo resultados disso até hoje e no melhor dos mundos. É um pais guerreiro que jamais deu um só tiro em seu território, testa diariamente o maior arsenal bélico do mundo sobre infelizes cidadãos em suas casas ao redor do mundo. Países que invade sorrateiramente, armado até os dentes, mesmo aliados e em tempo de paz, praticando assassinatos e terrorismo sob o aforismo de “defesa da liberdade”, vive em guerra contra inimigos desavisados que não sabem que estão na mira no laboratório de testes.
    Hitler foi um infeliz, um doido cercado de outros não menos dementes, se processado como cidadão seria julgado inimputável e seria no máximo internado num manicômio, aliás de onde não deveria ter sido solto quando era apenas um maniacozinho sem eira nem beira. Seu povo, este sim criativo, produtivo, e culto e trabalhador, foi manobrado por uma muito bem engendrada máquina de propaganda, ciência que hoje também se reconhece serem os criadores e seus mais bem sucedidos operadores. (fora o PT claro). Quanto ao predador “mor”, a águia libertadora dos oprimidos, herdou e continua praticando tal e qual aqueles, suas atrocidadesinhas com seus invisíveis e indefectíveis predadorezinhos “all around the world”, inclusive com minicampos de concentração, sem sequer a moral de se declarar em guerra, sem que ninguém os peche de facínoras, assassinos, dementes e outras acusações feitas aos nazistas, muito pelo contrário, operam a ciência da propaganda melhor que aqueles e são conhecidos como os guardiões da liberdade, na terra dos livres, na casa dos bravos. Ah, claro, como não poderia deixar de ser, aqueles que mais sofreram nas mãos do “mal”, agora são aliados incondicionais do herdeiro e como “gigantes diplomáticos” apoiam sabiamente quem está batendo…nos outros. Freud explica.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: