Início > Guerras, História > A Temida – SS (Schutzstaffel)

A Temida – SS (Schutzstaffel)


Na primavera de 1933, Himmler, então chefe da polícia de Munique, ordenou a abertura do primeiro campo de concentração [Konzentrationslager ou KZ] próximo a cidade de Dachau. O acampamento fornecia “proteção sob custódia” para os comunistas, social-democratas, e outros adversários políticos do regime. Em breve uma rede de campos se estenderia sobre toda a Alemanha. Após o início da guerra, a rede estendeu-se pelos territórios ocupados. O sistema de campo foi um dos instrumentos mais eficazes de terror SS e da polícia: os inimigos políticos, bem como os elementos indesejados de caráter racial e social do regime desapareciam por dias ou mesmo anos sem qualquer forma de proteção jurídica. A liderança nazista não fez segredo da existência dos campos. Cenas como a mostrada abaixo deveriam enviar uma mensagem que os presos eram realmente culpados por seu próprio destino. Mais detentos do campo de concentração eram adversários políticos, inimigos chamados da corrida, criminosos comuns, homossexuais, ou “anti-sociais” que a liderança nazista não toleraria na nova comunidade nacional alemã [Volksgemeinschaft]. O objetivo não era para reabilitar prisioneiros, mas sim para puni-los por meio da humilhação diária, a violência arbitrária, e trabalhos forçados. Além disso, os campos eram suposto ter um efeito dissuasor sobre o resto da população. A vigilância, tortura e exploração dos detentos foi realizada por unidades especiais da SS, Unidades da chamada morte SS Head [Totenkopfverbände ou SSTV] sob a liderança de Theodor Eickes. Himmler considerava a SS como o “instrumento executor da vontade do Führer ” e exigiu a lealdade incondicional dos homens, tanto para ele como para Hitler. O lema da SS “Minha honra é a lealdade” foi completamente assimilado pelos homens e começaram as admissões e procedimentos de treinamento.

—Esta fotografia mostra um membro da SS de assinar o juramento de lealdade a Hitler em 25 de fevereiro de 1934, em Berlim Lustgarten —

Heinrich Himmler era um defensor dos mitos raciais, ocultismo e idéias esotéricas. Fundou, por exemplo, o alemão Ancestral Heritage Association [Deutsches Ahnenerbe eV], um grupo que se envolveu em projetos pseudo-científicos e as características da “raça ariana”. Himmler também considerava a SS como um antigo clã germânico, e dotou-o com uma série de símbolos pagãos ou pseudo-medievais e rituais.

—Esta fotografia mostra Himmler (centro), o coronel SS [Standartenführer] Weisthor (à direita, acima de Himmler), e outros em uma pedreira no Palatinado. Na época, Weisthor foi chefe do departamento de início a pré-história e história antiga do Escritório Central da Raça e Liquidação (RuSHA), ele também foi considerado um especialista em runas antigas alemão. Weisthor, cujo verdadeiro nome era Karl Maria Wiligut, mais tarde foi desmascarado como charlatão e um fugitivo de um hospital mental. Ele foi expulso da SS em 1939—

A SS-Leibstandarte Adolf Hitler (LSSAH ou LAH) foi regimento guarda-costas de Hitler, foi um dos muitos grupos especializados e organizações paramilitares que se desenvolveu dentro da SS durante o curso da ditadura nazista. Hitler fundou o LSSAH março 1933 para proteger os membros do regime e prédios do governo, era um exército privado sob seu controle pessoal. Sua primeira ação importante foi a “Operação Hummingbird”, que viu a eliminação da liderança SA, na noite de 30 de junho de 1934. Após o início da guerra, o LSSAH foi incorporada à Waffen-SS e implantado sob o comando do Exército em ambas as frentes oriental e ocidental. Himmler tinha perseguido o objetivo de elevar a SS a uma elite racial-biológica, muito antes de assumir o papel principal na definição da política nazista da raça e da população – uma posição que ele assegurava ser o porta-voz mais radical. Himmler não apenas recrutou homens de “puro-sangue” da SS, ele também assumiu o controle completo sobre sua família e os planos reprodutivos. Em 31 de dezembro de 1931, ele emitiu a chamada “Engajamento e Ordem Casamento”, ordenou aos membros da SS para protegerem seu “potencial racial” e casar e gerar filhos com as mulheres dos chamados igual valor. “Escritório Central para Raça e Assentamento” (RuSHA) e a SS foram estabelecidas ao mesmo tempo. Ele foi acusado de conduzir profundas “investigações racial” de noivas e esposas de membros da SS, e se os resultados não eram satisfatórios, ela poderia se recusar a permitir o casamento. Membros da SS que foram casados com mulheres de “valor menor” foram ameaçados de expulsão da organização. Na manhã de 27 de maio de 1942, Reinhard Heydrich, que era então Reich Protetor da Boêmia e da Moravia, foi gravemente ferido em um ataque de combatentes da resistência tcheca. Ele morreu oito dias depois em um hospital de Praga, com 38 anos idade. Heydrich desempenhou um papel importante no desenvolvimento da SS como instrumento mais importante da ditadura nazista de terror. Em 30 de janeiro de 1943, Ernst Kaltenbrunner foi nomeado seu sucessor como chefe do Gabinete de Segurança do Reich (RSHA). O chamado Massacre Lidice é provavelmente a mais conhecida medida de retaliação nazista em conexão com o assassinato de Heydrich. Os habitantes da aldeia de Lidice, cerca de 500 em número, foram falsamente acusados de ter abrigado os atacantes de Heydrich. Durante a noite de 10 de junho de 1942, homens da polícia de repreensão alemã e unidades de SS cercaram a aldeia. Todos os homens maiores de 15 anos foram baleados, e as mulheres e crianças foram enviadas para campos de concentração. Então Lidice foi queimada até o chão.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: