Início > Guerras, História > Um Enigma Chamado Rudolf Walter Richard Hess

Um Enigma Chamado Rudolf Walter Richard Hess


 Em meio a polêmica alemã anunciando hoje que o corpo de Rudolf Hess será exumado, cremado e jogado ao mar. Segue um pequeno relato do enigma:

O pesquisador inglês John Harris analisa as principais teorias sobre a viagem de Rudolf Hess à Escócia e admite que talvez nunca saibamos toda a verdade.

O caos provocado pelo pouso de Rudolf Hess em uma fazenda escocesa, descrita tão vividamente na carta de Margaret Baird, ecoou imediatamente na Alemanha. Assim que recebeu a notícia, Adolf Hitler redigiu um comunicado oficial dizendo que Hess havia enlouquecido e voado em direção ao inimigo por conta própria. Já o primeiro-ministro britânico, Winston Churchill, preferiu nunca se pronunciar sobre o caso.

Até os anos 60, a versão oficial dos nazistas foi questionado. Na década seguinte, porém, as mais diversas teorias começaram a sugerir que havia muito mais por trás desse episódio do que um simples surto do vice-führer.

Lorde James Douglas-Hamilton, filho do duque de Hamilton (ao encontro de quem Hess aparentemente havia ido), publicou o livro The Truth About Rudolf hess [A verdade Sobre Rudolf Hess], no qual detalha as supostas manobras internacionais que precederam a episódio. Segundo ele, Hess tentou negociar com o duque, mas não obteve sucesso. Já Wolf-Rüdiger Hess, filtro de Rudolf Hess, concedeu entrevista em 1984, dando a entender que a Inteligência britânica ludibriaria seu pai, convencendo-o a realizar o voo. Segundo ele, um acordo de paz e uma suposta anistia havia sido prometidas na ocasião. É provável que ambos os filhos estivessem apenas tentado justificar as ações de seus respectivos genitores.

É possível que Hess tenha agido sozinho e por impulso, mas sem dúvida, havia grupos e indivíduos poderosos na Grã-Bretanha, prontos para negociar um cessar-fogo em maio de 1941 – e o nazista diplomático julgava-se capaz de atraí-los. Há ainda quem acredite que Hitler sabia de tudo e que enviara seu amigo mais próximo para tentar um acordo de paz, impondo a condição de que a Grã-Bretanha se juntasse à Alemanha contra a Rússia. No entanto, em função da falta de provas documentais, ainda não sabemos com certeza o que ocorreu e, o que é pior: talvez nunca descobriremos.

Fonte: John Harris pesquisador britânico independente.

Anúncios
  1. washington jadum de campos
    22/07/2011 às 9:16 AM

    Foi na realidade uma pessoa muito importante no meio Nazista.

  2. 24/07/2011 às 8:13 PM

    Exumeram Hudolf Hess?
    Não acredito nem vendo. Depois de todo esse tempo, só agora descobriram que o crâneo que estav em poder dos russos era de uma mulher e não de Hitler. A cada dia que passa inventam mais mentiras sobre os pededores da II Guerra. Cada dia que passa um pouco mais de “gasilina” é jogada no ódio silencioso de quem perdeu. Seria bom que a II Guerra terminasse de vez, o que não ocorrerá enquanto tiver um único soldado russo na Alemanha.(vc sabia que tem?), a ocupação continua, simbolicamente, mas continua. VC sabia que os EE UU continuam ocupando o Japão? Ninguém fala nada, mas continua, mantem efetivos militares em território japonê.Agora profanaram os restos mortais de Hess. Correm em busca do ódio. Sorte que o povo alemão é muito civilizado, se não ???????????????

    • 24/07/2011 às 8:36 PM

      José entendo sua posição, muito embora preferimos não polemizar o assunto.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: