Início > Guerras, História > Mensagem do Gal. Eisenhower sobre as áreas de desembarque em D+2

Mensagem do Gal. Eisenhower sobre as áreas de desembarque em D+2


CONFIDENCIAL

DE: POSTO DE COMANDO DO SHAEF, Comandante Supremo.

PARA: AGWAR

DATA: 8 de Junho de 1944

Acompanhado do Almirante Ramsay ontem eu fiz um tour completo de Destróier nas áreas de desembarque, começando pela direita.

Os desembarques na península Cotentin ocorreram aparentemente tão bem quanto esperado com a 101ª Divisão Aerotransportada executando suas missões de uma boa forma. Informações sobre a 82ª Aerotransportada são poucas, mas o General Bradley me informou que o Sétimo Corpo fez contato com ela. Na praia a oposição ao Quinto Corpo foi fortemente inesperada devido à presença de uma divisão inteira alemã nas praias, que estava manobrando. As baixas foram consideráveis nessa força e os desembarques foram mais difíceis devido à proteção das praia por artilharia inimiga. Além disso, uma grande parte dos tanques afundaram no caminho da praia. Devido ao tempo ruim essa decisão foi tomada em outras praias. Os tanques foram descarregados diretamente nas praias a partir dos LCT’s que os carregavam.

À tarde no dia 7 de Junho, General Bradley percebeu que as condições estavam melhorando em Omaha Beach e alguns passos estavam sendo tomados para substituir a artilharia que foi perdida no desembarque devido a fogo de artilharia e o afundamento de barcaças. Por causa da formação do terreno nessa área em particular, a pontaria para o fogo naval foi particularmente difícil e assim que os problemas surgiram em terra, particularmente de baterias fixas, tanto o bombardeio aéreo quanto os tiros navais foram relativamente ineficientes em apoiar o desembarque.

Em todo o front americano o plano tático imediato foi alterado com o objetivo agora dos dois corpos executarem em breve uma corrida para Carentan para se unir, depois disso as concepções originais serão seguidas.

No fronte da 15ª Divisão Britânica o avanço foi muito bom embora, como nos outros lugares, o desembarque foi afetado pelo tempo ruim. Da mesma forma nas frentes da 3ª Britânica e da 3ª Canadense o avanço foi satisfatório embora o tempo ruim forçou o Comandante da Força Naval a ordenar a secagem completa dos LSTs porque as barcaças ‘Rhino’ não funcionavam. Nessa frente em particular as praias estavam planas e duras e acredita-se que não houve nenhum dano aos LSTs.

Por todo o fronte nos perdemos um numero considerável de pequenas barcaças de desembarque, tanto pelo tempo ruim quanto pelas minas. Essas eram minas Teller que abriram buracos consideráveis nas barcaças de desembarque, mas um grande numero delas pode ser consertada assim que os grupos de manutenção chegarem em terra e começarem a trabalhar. A perda dessas embarcações, somadas ao tempo ruim, atrasou o desembarque de todos os suprimentos e na tarde do dia D+1 nós estávamos aproximadamente 24 horas atrás de nossa agenda de descarga planejada. O tempo melhorou acentuadamente na noite do dia D+1. Se esse intervalo de tempo bom se prolongar por alguns dias faremos muito em direção ao nosso objetivo.

Ao longo do dia eu falei com o General Montgomery e o General Bradley e com os Almirantes Kirk, Cian, Douglas Pennant e Oliver. Todos estavam desapontados com as condições de desembarque desfavoráveis e todos acham que a melhora do tempo teria uma correspondente melhora de nossa posição.

No retorno do Almirante Ramsay e eu aos Quartéis Avançados às 10 p.m. nós nos informamos que aparentemente capturamos Bayeux.

Hoje de manhã eu fui informado que um contra-ataque alemão por parte de duas divisões Panzer está ocorrendo na direita do setor Britânico e teve algum progresso. No entanto, ontem à tarde enquanto eu estava presente naquelas praias a 7ª Divisão Blindada estava ocupada descarregando e essa ameaça inimiga deve ser efetivamente retaliada.

Nas praias americanas a 2ª e a 19ª Divisões estavam para desembarcar ontem à noite e, apesar de eu não ter nenhum relatório essa manhã, eu acredito que o bom tempo ontem a noite permitiu o desembarque de consideráveis reforços naquelas regiões.

Devido à natureza flexível da batalha, está sendo extremamente difícil dar alvos lógicos à maioria de nossas forças aéreas, mas eu estou certo que se o tempo permitir nós iremos intervir por ar efetivamente em qualquer tentativa de contra-ataque do inimigo.

Fim da mensagem.

CONFIDENCIAL

Anúncios
  1. washington jadum de campos
    25/07/2011 às 5:22 PM

    Como pode só os bravos arriscavam a vida, muitos valentes se foram.

  2. Alessandro
    28/07/2011 às 10:12 AM

    “E Quem aqui gostaria de enfiar a faca no coração de um chucrute safado?” IKE ao pessoal da 101st.
    Todos os Pqdts ergueram suas facas em UNÍSSONO! “VAMOS ACABAR COM ELES!’

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: