Arquivo

Archive for 13/08/2011

Fotos e Seus Detalhes Históricos – Parte VIII

Segue a série fotos e seus detalhes históricos. Algumas dessas inclusive são em Alta resolução.

Boeing B-17E (Alta definição)

Drayton navegando no mar ao largo da costa oeste dos Estados Unidos, por volta de outubro 1941; nota asa de estibordo avião SNJ da Marinha dos EUA a partir do qual a foto foi tirada - (Alta definição)

Kittyhawk combatentes do Grupo Voluntário Americano voando perto do desfiladeiro do rio Salween na Chinês-birmanês fronteira, 28 de maio de 1942

General Rundstedt – Fez a defesa da Normandia junto com Rommel

Hitler em 1930 em um comício em Nuremberg

Equipe dando manutenção em um Bf 109. Data desconhecida

Aviões A-5 em repouso sobre a água de um porto, data desconhecida

Horthy e Hitler observando Kriegsmarine U-Boats, 1938

Ju 87 em um aeródromo, data desconhecida

Hitler e Göring, data desconhecida

PBM-1 avião Mariner do Esquadrão de Patrulha da Marinha dos EUA VP-56 em vôo de 1940

Adolf Hitler inspecionando encouraçado Bismarck com o Almirante Lutjens e o Capitão Lindemann, Gotenhafen, Alemanha (hoje Gdynia, Polónia), 5 de maio de 1941. Lutjens não é visto nesta foto

Bombardeiros 17Z voando sobre os Países Baixos, maio 1940

Documento oficial assinado por Ribbentrop, Galeazzo Ciano, Hiroshi Oshima, e Filov Bogdan, incluindo a Bulgária na aliança do Eixo, 03 de janeiro de 1941

Canhoneira alemã, com 8,8 centímetros arma Flak no Mar Negro, Roménia, julho 1941.

Danificado veículo alemão na sequência de um ataque de partidários, Simferopol, sul da Ucrânia, por volta de dezembro 1941

MS.406 finlandês se preparando para decolar de um campo nevado, Viitana, Karelia, na Rússia, o inverno 1941-1942

B-25C Mitchell bombardeiro reabastecimento, 1940-1942

Formação de B17s

TBF Avenger aeronave em repouso, por volta início de 1942

M3 tanque médio e sua tripulação EUA Exército, Fort Knox, Kentucky, Estados Unidos, junho 1942 - (Alta definição)

Panzer KW-1 atacado em agosto de 1942

M3 tanque médio em exercício, Fort Knox, Kentucky, Estados Unidos, junho 1942 - Alta definição

Fonte: German Federal Archive

O que aconteceu com o Tenente que Ordenou o massacre em Creta?

Fallschirmjäger Oberleutnant Horst Trebes – Tenente Paraquedista Horst Trebes
Nascido: Köln, 22 de outubro de 1916,
Morto em ação: 29 jul 1944 Normandia  – sul de Denys-le-Gast
Fallschirmjäger desde: 1 de junho de 1938
Data de enlistement: 01 de abril de 1936

A estranha história de sua vida …

Tenente Horst Trebes foi uma figura central no massacre Kondomari. A vida desse jovem tenente morto em ação ainda desperta o interesse de muitas pessoas.

Horst Trebes nasceu em Köln (Colônia) em 22 de Outubro de 1916. Ingressou na Wehrmacht como aluno da academia militar em abril de 1936 e foi promovido a oficial em 20 de Abril de 1938. Em 20 de junho de 1938 ele se voluntariou para a formação de uma Unidade Fallschirmjäger (paraquedista) sob o comando do Major Richard Heidrich. A Unidade Fallschirmjäger foi incorporada à Luftwaffe em 01 de abril de 1939 como parte do Batalhão III, 1 Fallschirmjäger Regiment (III FJR / 1).

Trebes participou das campanhas da Holanda e Polonia e ganhou a Cruz de Ferro de Segunda Classe na Polônia e a Cruz de Ferro de Primeira Classe na Holanda. Em 1941, durante a invasão de Creta, ele serviu como oficial de pessoal do Regimento Sturm 1.

Em Creta um unidade de combate (Kampfgruppe) foi formada a partir da equipe regimental consistindo do tenenteTrebes, tenente Schachter e o major Baum. O Kampfgruppe pousou perto da ponte sobre o rio Travotinis em nove planadores a oeste da Malemes. A missão era capturar a ponte e depois capturar a posição a oeste do aeródromo Malemes.

Em 20 de maio Trebes atacou a área em auxilio ao pelotão tenente Kalhey, que tinha sido cercado. Durante este ataque major Baun foi morto e o tenente Schachter foi ferido. Trebes assumiu o comando da Kampfgruppe. A próxima ação foi em maio de 23 a oeste de Palantias quando o Kampfgruppe capturou a colina 107. Por essa ação Trebes foi condecorado com a Cruz dos Cavaleiros, embora a data do prêmio é listado como 09 de julho de 1941.

Em 02 de junho de 1941 Trebes se dirigiu com quatro caminhões cheios de Fallschirmjäger (paraquedistas) para a aldeia de Kondomari onde mais de 100 civis foram presos e, estima-se, que aproximadamente 65 foram executados. Tenente Trebes ordenou pessoalmente o  “abrir fogo” executando as ordens vindas do General Student.

Um mês depois do massacre em Kondomari, Trebes foi novamente condecorado. Ele voltou à Alemanha, e foi para uma festa em Halberstadt com um grupo de Fallschirmjäger. A festa terminou tragicamente; Oberjäger Karl Polzin; um membro do famoso Fallschirmjäger Trupp 4 que tinha capturado Fort Eben Emael, foi morto por Trebes acidentalmente em uma brincadeira com a sua arma. Polzin foi dormir na casa de banho e Trebes insistia em acordar-lhe com a sua pistola… É fácil imaginar a cena e a “situação de controle total dos bebados após uma festa “.

Sua mãe o salvou da pena de morte. Ela havia trabalhado como enfermeira durante a Primeira Guerra Mundial e ajudou Hermann Göring nesse período com seus ferimentos. Após se recuperar, Göring prometeu que iria ajudá-la no futuro, em caso de necessidade. Ela procurou Göring papra interceder por Trebes. Pesou também o fato de que Trebes era um herói famoso na tropa e, por isso, sua vida foi poupada. De qualquer forma a Luftwaffe não podia fugir do embaraço de ter uma de seus herói julgados em tribunal.

Apesar  de intervenção de Göring, o tenenteTrebes perdeu suas condecorações e a licença de paraquedista e foi enviado à África, onde especula-se, que perdeu seu braço direito (Isto não é provado). Ferido ou não, ele se tornou um homem imprudente emocionalmente,  abalado e obcecado por cada chance para recuperar sua posição.

Trebes também lutou na Rússia como comandante III / Regimento LLStürm até ser transferido no início da primavera de 1944 para o comando III/FJR6. Apesar de todas as suas missões suicidas se destacou e ganhou a oportunidade de recuperar sua honra. O major von der Heydte sábio, desesperado por comandantes experientes e voluntários como Trebes,  que sabia da oportunidade como comandante de seu Regimento III Batalhão 6.

Contudo durante a ofensiva Aliada sob a Normandia (Operação Cobra) o tenente Trebes morre em ação. As circunstâncias de sua morte não são claras e é desconhecida a localização exata, talvez em algum lugar perto Carentan, acredita-se ser a sul de Denys-le-Gast  em 29 de julho de 1944 durante a luta dos exércitos aliados através de Saint- -Lo.

%d blogueiros gostam disto: