Início > Guerras, Olinda, Pernambuco, Recife > Os Veteranos da FEB e os Combatentes pela FEB de HOJE

Os Veteranos da FEB e os Combatentes pela FEB de HOJE


Vários artigos e livros já foram publicados sobre o esquecimento dos nossos soldados após a Segunda Guerra Mundial. Embora ainda haja muito para se falar sobre a falta de identidade histórica dos brasileiros, gostaríamos hoje de dissertar sobre o outro lado da moeda. Sim ela existe!

Enquanto pensamos que nosso passado está jogado ao poço profundo do esquecimento, há de forma quase velada, verdadeiros guerreiros que lutam uma batalha injusta contra esse inimigo voraz: o esquecimento. Nesta batalha muitas vezes perdem terreno, outras vezes avançam sobre o inimigo, mas nunca deixam de guerrear.

Nos últimos meses tivemos o prazer de compartilhar e acompanhar as batalhas de alguns desses bravos soldados, e por uma questão de justiça, quero nominar alguns deles.

O melhor soldado no campo de batalha é aquele que luta pelo que acredita, e o senhor Rigoberto Júnior é um desses soldados. Não luta pelo o que não conhece, luta pelo o que tem conhecimento de causa. É um ávido leitor da FEB, e se não é um historiador acadêmico, o é na prática. Secretário da ANVFEB-PE Rigoberto, como já afirmamos em outro artigo, é o Braço Operacional da associação. Mas ele é muito mais que isso! Também é zeloso e cuidadoso com os próprios veteranos; preocupado com a saúde de cada veterano, com deslocamentos, alimentação, acomodação e/ou qualquer coisa que esteja relacionado ao bem estar dos nossos guerreiros. Leva sobre seus ombros a responsabilidade de cuidar de tão honrosa tropa!

Sargento Alessandro dos Santos é a cara do Exército Brasileiro moderno. O Santos é Mestre em História e sua tese: “A Reintegração social dos Ex-Combatentes da Força Expedicionária Brasileira (1946-1988)”, não é apenas uma dissertação de mestrado, mas um “grito” para os que ainda insistem em ignorar a história de vida dos membros da FEB antes, durante e depois do conflito. E Santos o fez com a maestria acadêmica que em nada deixa a desejar para uma publicação literária de primeira linha.

Sargento Bruno Ribeiro é um entusiasta e estudioso da FEB. Trocando algumas palavras percebemos imediatamente a vibração de um soldado que vestiu a farda, colocou a faca nos dentes e encara o inimigo de frente, mesmo sendo de artilharia, luta como um infante. Licenciando em História, tem objetivos claros para a FEB e, a partir deles, teremos uma produção acadêmica de qualidade. Melhor que isso, teremos um professor comprometido com a divulgação das ações da Força Expedicionária Brasileira nos campos da Itália e um especialista nas operações de u-boots no atlântico sul, quer mais?

Obviamente ainda há alguns nomes que irei citar, como a do Coronel Lima Gil comandante do 7º GAC e a do Major Adler Comandante da 14ª Bateria de Artilharia Antiaérea, esses oficiais têm um compromisso histórico no comando de suas unidades que, diga-se de passagem, unidades com um rico passado, reforçando para a tropa o sentido da importância de se reverenciar os sacrifícios de homens para com a sua pátria.

E para encerrar, vou citar o Tenente-Coronel Monteiro, mesmo com pouco contato, já é fácil perceber a enorme contribuição desse oficial nas atividades da associação. Com isso presta um grande serviço, não aos integrantes da FEB, mas a memória do povo pernambucano, e se torna um oásis de reconhecimento no enorme deserto de esquecimento. Deserto esse que é nosso maior inimigo.

A todos os meus sinceros agradecimentos!

Rigoberto Júnior do lado esquerda e o Coronel Lima Gil do lado direito

Sargento Alessandro dos Santos

Tenente-Coronel Monteiro

Sargento Bruno Ribeiro dando uma palestra do a FEB na cidade de Lajedo-PE

Anúncios
  1. washington jadum de campos
    08/09/2011 às 12:07 PM

    O Brasil perdeu uma chance muito grande de quando terminou a querra ter retirados as tropas da Europa, devemos lembrar que o sanque ali vertido de homens sem medo correram em solo Europeu, tinha o direito assim como os Ingleses, Americanos que esconderam a nata da ciencia Nazista e os camuflando, pois os Canadenses, Franceses e até Italianos, os Brasileiros além de honestos eram sábios no olhar quem realmente estava por tráz de muita bravata dos Americansos, nós os incomodávamos, pois, toda as missões a maioria deles não tinha medo dos resultados, muitos deles tambem sofreram na pele por sua cor e falta de respeito com os combatentes.

  2. washington jadum de campos
    08/09/2011 às 12:15 PM

    Muita história que voce esta acumulando vai na realidade desmascar oque na realidade de nossos Herois, Italianos, ingleses, canadenses, franceses e até alemães, sei Miranda também de histórias de ex-pracinhas que conviveram com os arrogantes Americanos, não generalizando, pois parte deles adimirava os soldados do sul do Continente terem a coragem que tiveram, em nossa terra temos proficionais com capacidade que podemos comparar com os melhores deles, parabens pela excelente postagem, eu como ex-militar fico orgulhoso de nossos bravos homens.

  3. washington jadum de campos
    08/09/2011 às 12:17 PM

    Desculpe um erro … DESMASCARAR… no primeiro ponto do segundo comentário, mais uma vez parabéns.

    • 08/09/2011 às 1:21 PM

      Não se preocupe washigton você manda! Obrigado pelos seus comentários que sempre acrescenta!

  4. André
    13/08/2012 às 7:14 PM

    Parabenizo a todos os companheiros que admiram o trabalho realizado pelos veteranos da FEB, em especial ao companheiro Rigoberto Junior, que já de longa data vem trabalhando ativamente em prol da manuntenção da Associação Nacional do Veteranos da FEB, Regional Pernambuco.
    Faço neste espaço o meu agradecimento aos companheiros militares que também tem o objetivo de reconhecer os feitos de nossos hérois, que colocaram suas vidas em risco para defender o mundo da dominação de Hitler.
    Ressalto a atenção dispensada pelo Ten Cel Monteiro, a causa febiana; tive a oportunidade de participar de algumas atividades na ANVFEB-PE e o TC Monteiro sempre se fazia presente, contribuindo e muito para a realização dos eventos.
    Aos amigos Alessandro e Bruno, gostaria de parabenizar pelos trabalhos realizados, lamentando a perda do mestre Alessandro que nos deixou e lá no céu compartilha a honrosa presença de muitos de nossos hérois que já se foram e ao Bruno desejo muita sorte e felicidade na nobre missão de levar a história do nosso maravilhoso país nas terras além mar aos mais jovens.
    Durante algum tempo teve a honra de conviver com os veteranos da ANVFEB-PE, mas por necessidades do serviço tive que me afastar desses hérois, mas em breve estarei apoiando a causa febiana.
    Saudações febianas a todos.
    André Luis Barbosa

  5. André Luis Barbosa
    13/08/2012 às 7:17 PM

    Não poderia também deixar de citar a iniciativa do Chico Miranda da criação do Blog, lamentando não ter tido a oportunidade de conhecer tão nobre companheiro, deixo aqui o meu abraço e agradecimento.
    Forte abraço
    André

    • 13/08/2012 às 8:14 PM

      André.

      Na verdade nos conhecemos na Associação. Quando estive a primeira vez, na confraternização de 2009, depois viagei a trabalho voltando no início de 2011.

      Valeu e um grande abraço.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: