Início > Guerras, História > Fotografia: Contando a Segunda Guerra Mundial – Parte V

Fotografia: Contando a Segunda Guerra Mundial – Parte V


Esse conjunto de fotos (um dos maiores já publicados) representa três visões distintas que contam aspectos interessantes da Segunda Guerra. Primeiramente o Tratado de Não-Agressão entre Berlim e União Soviética, o chamado Tratado Molotov-Ribbentrop. Esse tratado deixou o mundo inteiro perplexo, tendo em vista dois sistemas de governo opositores e inimigos, sendo que a primeira repercussão sobre sua assinatura foram as severas criticas feitas a Internacional Comunista de suas afiliadas espalhadas pelo mundo. Contudo o pacto tem vida curta, apenas o tempo exato de Hitler alinhar suas tropas com a fronteira de uma Polônia subjugada, diga-se de passagem pela URSS e Alemanha. Então o show particular da Alemanha nazista tem início às 00h30m do dia 22 junho de 1941; Forças Especiais alemãs da Divisão Brandenburg, vestidas com uniformes soviéticos infiltram-se na fronteira. As forças especiais alemãs têm vários objetivos distintos, entre os quais, se destacam o controle de pontes e a destruição das comunicações telefônicas russas. Os militares alemães utilizam armas brancas e estão proibidos de disparar antes das 03h15m e, nessa exata hora, inicia oficialmente a Operação Barbarossa. Chega ao fim, da mesma forma como iniciou, surpreendentemente, a relação Berlim-Russia.

 Outro fator destacado nas fotos conta uma história que está ligada ao Post sobre o Bismarck que, segundo muitos historiadores, fora a gota d’água para que Hitler abandonasse suas pretensões em relação a belonaves marítimas desse porte, passando a investir em operações com submarinos em definitivo. Contudo há de se registrar a questão da mortalidade entre a  tripulação de UBoots, que chega 8 mortos para cada 10 marujos.

 E por último, a ainda calma Berlim. Com sua economia de guerra e com mulheres, mesmo que discretamente, exercendo funções braçais. Mas principalmente a doutrinação nazista sempre presente em todos os segmentos da sociedade e em todas as faixas etárias. O Ministro da Propaganda Goebbels era singular e complemente imbuído da missão de fazer um país inteiro reverenciar a figura do fürher.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: