Início > Guerras, História > Propaganda Alemã – Nasce o Apoio a Segunda Guerra

Propaganda Alemã – Nasce o Apoio a Segunda Guerra


Quando Hitler e Goebbels começaram a conceber uma Alemanha Nacional Socialista já imaginavam o que precisariam realizar para conquistar o apoio irrestrito de seu fundamentalismo, e nisso, convenhamos, ninguém fez melhor do que o Ministro da Propaganda Nazista, Goebbels estava há anos luz distância dos demais países. Novos métodos envolveram a população alemã de tal maneira que a oposição ao partido nazista foi massacrada pelas campanhas direcionadas que, inclusive tornaram-se fonte de estudo para a indústria de marketing contemporânea. Em 1930 a população alemã está com a autoestima destruída, no final dessa mesma década ela quer dominar o mundo, sem entrar no mérito da guerra em si, mas analisando do ponto de vista da concepção de ideais. Para o bem ou para o mal, foi um evento impar em sociedade politizada e intelectualizada como a sociedade alemã, coisa que nem o mais dos maiores visionários poderia explicar. Segue alguns exemplos abaixo de propagandas anteriores a declaração de guerra.

 

Fonte: http://www.prussianpoland.com/

Anúncios
  1. Francisco Bendl
    29/11/2011 às 11:32 AM

    A propaganda é a alma do negócio, dizem os especialistas nesta área de publicidade.
    Divulgar as benesses de um regime ditatorial era a forma encontrada de iludir o povo, de mostrar para o mundo os progressos que o Nacional Socialismo alemão estava conseguindo fazer em seu país.
    No entanto, suas garras cresciam de forma sub-reptícia, amordaçando a democracia e retirando de cena os que eram contra a violência que o partido empregava contra a população, principalmente, poetas, artistas, intelectuais, judeus e assim por diante.
    Mas o método de Goebbels vingou, e é utilizado em larga escala atualmente, sem o menor pudor!
    Basta assistir qualquer horário político para vermos que o Brasil para eles é um paraíso.
    E como batem na tecla de “qualidade de vida”.
    Mentiras escabrosas são proferidas pelos sectaristas e nem ficam vermelhos de vergonha, haja vista que se acostumaram em enganar, a ludibriar, mentir, e deturpar os fatos com extrema competência.
    Nada diferente que o ministro nazista empregava, e até mesmo a cor vermelha impera nos estandartes e bandeiras que carregam como adoração a um partido que se sobrepõe à pessoa, que é superior aos desmandos cometidos pelos seus filiados, que foi o autor do maior escândalo político que esta nação já presenciou, o famoso e não resolvido, “mensalão”!
    Sim, nós também temos nossos artífices em propaganda política, aquela que mostra a ilusão, a utopia, um mundo meramente aparente.
    Se na Segunda Guerra houve apenas um Goebbels, no Brasil temos vários e, todos, indistintamente, comprometidos com a mentira, corrupção, descaso, irresponsabilidade e desonestidade!
    O lamentável é que tem gente que acredita, e amplia esta perniciosa e nefasta “propaganda”.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: