Início > Guerras, História > Eles Filmaram e Fotografaram a Segunda Guerra – Parte II

Eles Filmaram e Fotografaram a Segunda Guerra – Parte II


Não temos como negar que a Segunda Guerra foi maior e o primeiro grande conflito a ser coberto e registrado totalmente. Isso possibilita-nos, hoje, ver as imagens desses registros e ter a noção completa dos acontecimentos. Todos esses registros foram realizados por civis e militares que chegaram a frente de combate com suas câmaras fotográficas e filmadoras para registrar os momentos das batalhas, a vida dos soldados, as campanhas, as vitórias e até as derrotas. Uma material bastante generoso que possibilita a criação desse BLOG e outras de mídias que utilizam-se desses registros para lembrar a humanidade uma história que não poderá se repetir nunca mais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios
  1. 27/12/2011 às 8:55 AM

    Interessante ver estas fotos e traçar um paralelo com a Guerra do Vietnam.

    Lembro-me agora do filme Full Metal Jacket (Nascido para matar) dirigido pelo Kubrick, onde a narrativa é contada por um repórter de guerra dos fuzileiros navais.

    Guerras diferentes, fatos opostos…

  2. Francisco Bendl
    27/12/2011 às 11:27 AM

    Por mais eloquente que os historiadores fossem em suas narrativas sobre a Segunda Guerra, a verdade é que uma foto somente mostrava os horrores que um conflito proporciona.
    Assim, por mais que se dissesse sobre os campos de concentração, os vídeos e as imagens registram momentos que jamais se acreditaria que pudessem existir.
    Igualmente a devastação sobre as cidades japonesas alvos das bombas atômicas americanas.
    Como não podemos esquecer o exagero sobre Dresden, onde mais bombas foram jogadas naquela cidade que em toda a guerra!
    Da mesma forma os combates em solo russo; o cerco a Leningrado; o recuo e avaço alemão contra os soviéticos.
    A invasão da Normandia, muito bem documentada, mostrando a resistência alemã nas praias e dizimando centenas de soldados aliados.
    O inferno que os fuzileiros navais americanos enfrentaram na retomada das ilhas tomadas pelos japoneses, as doenças, a fome, o cansaço, estampado nas faces dos soldados.
    Enfim, são registros muito mais que históricos, são documentos que comprovam a barbárie humana quando não controlada, quando acionada por dispositivos psicossociais que ainda não entendemos, que nos fogem à razão.
    Eu tenho em casa, certamente, a melhor coleção já publicada sobre a Segunda Guerra em termos de fotos e mapas, editada pela Editora Codex, em 1.966.
    Lançada em fascículos semanais na década de sessenta, compilados em 12 volumes, trata-se de uma obra gigantesca, formidável, onde se pode avaliar o sofrimento que atingiu boa parte da população mundial naquela guerra.
    Não há como mensurar o valor das imagens captadas em combate. Desde a coragem do fotógrafo até a posição que estava quando captou a preciosa foto. Muitos repórteres perderam a vida na tentativa de flagrar com melhor ângulo a fotografia que pretendia.
    Rendo minhas homenagens e reverências a esses heróis anônimos, que testemunharam e conseguiram registrar o pavor, o medo, o desespero, a destruição, a valentia, o companheirismo, a solidariedade, o sofrimento!
    A Sky tem uma programação no History Channel, intitulado Os Filmes Perdidos da Segunda Guerra, que também nos proporciona a dimensão dos combates que aconteceram, verdadeiras preciosidades que foram encontradas e agora estão sendo dadas ao público.

  3. washington jadum de campos
    27/12/2011 às 4:50 PM

    Muita coragem destes reporteres e cinegrafista, para mim são heróis.

    • Bastelha
      29/12/2011 às 7:28 AM

      Editora Codex, em 1.966.Ésta coleção na minha opinião é uma das mais completas sobre a Segunda Guerra, tinha uma, emprestei para pesquisa á um aluno da UNICAMP, e nunca mais á tive de volta.Mas, a guerra é isso mesmo ,dor, sofrimento e destruição, não ha respeito por nada.

  4. 29/12/2011 às 1:55 PM

    Olá pessoal! Fiquei curioso sobre essas publicações da Codex… estou dando uma olhada no Estante Virtual (http://www.estantevirtual.com.br/qau/editora-codex)

    Como ela se compara com a da editora Renes?

    Abraços!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: