Início > Guerras, História > Análise de Veículos Experimentais da Segunda Guerra

Análise de Veículos Experimentais da Segunda Guerra


Os Estados Unidos durante a Segunda Guerra gastaram milhões e milhões de dólares com veículos, aviões e embarcações que nunca estiveram nos campos de batalha. Desde a segunda metade da década de 30, já prevendo uma guerra, os europeus já mantinham projetos de melhoria dos armamentos e veículos para serem utilizados no eventual conflito. Contudo muitos desses veículos, aviões e embarcações tinham seus projetos descartados por uma série de problemas evidenciados nos testes, e muitas vezes apenas um mísero exemplar tinha sido criado para os testes de campo. Não por acaso, todo esse desenvolvimento fomentou a indústria bélica antes, durante e depois da Segunda Guerra.

Vejamos alguns exemplos de fracassos dos veículos experimentais

V40 – ScoutCar

 Veículo entregue ao Exército dos EUA em dezembro de 1941 e testado em fevereiro de 1942. O veículo foi rejeitado em 1943, sendo considerado muito pequeno para as operações de campo.

Veículo considerado muito pequeno

 

UST49

Durante os anos 40 o Exército americano testou tanques de 57mm, um calibre principal completamente novo para esse tipo de veículo.

75mm Howitzer Motor Carriage T3

A mesma estrutura do T49 com a diferença do canhão principal de 75mm. Apenas uma única unidade foi fabricada para testes.

Cook Interceptor (T55 & T55E1)

O desempenho favorável das oito rodas do veículo (8×8), desenvolvido pelos irmãos Cook de Los Angeles, na Califórnia, resultou em um estudo do design para adaptar os chassis como um transporte para armas de 03 polegadas no motor. Era popularmente conhecido como o “Interceptor Cook”. Como originalmente proposto, o veículo tinha dois motores, um na frente e outra na parte traseira, com cada motor direcionado para quatro rodas. No projeto final, ambos os motores foram instalados na parte traseira. Para facilitar a direção usava um impulsionador hidráulico. Ensaios em Aberdeen Proving Ground revelera que a mobilidade em campo do veículo Cook era inferior à de um tanque, tal como a T49. Tanto o T55 eo T55E1 foram cancelados sem mais produção.

Matilda II

Veículo experimental britânico .Matilda era um veículo bem protegido e foi aprovado nos campos de batalha, mas faltava poder de fogo. Não há mais informações sobre este veículo

Leichte Wehrmachschlepper (Adler leWS)

 Em maio de 1942 Hitler deu ordens para a produção veículo de tração simplificado que substituiria veículos blindados e não blindados da mesma classe. Três protótipos foram produzidos por Adler, mas em 1943, foi decidido concentrar a produção na KTZ Sd 250.

E-100

A E-100 foi originalmente concebido como uma alternativa para Waffenamt Maus tanque superpesado. Foi autorizado em junho de 1943 e os trabalhos prosseguiram até 1944, quando Hitler cancelou oficialmente o desenvolvimento de tanques superpesados. Após o anúncio de Hitler, apenas três funcionários Alder foram autorizados a continuar a montagem do protótipo, eo com prioridade baixa. Mesmo com essas desvantagens, os três trabalhadores foram capazes de completar praticamente o protótipo ao final da guerra nas instalações de Henschel perto de Paderborn. O protótipo não tinha apenas uma torre, a torre que iria ser utilizado foi o mesmo que os tanques Maus. Nos primeiros testes foi usado o motor HL230P30, claro era muito fraco para mover o E-100 de 140ton.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: