Início > Guerras, História > Montese – A Batalha mais Sangrenta do Exército Brasileiro desde a Guerra do Paraguai.

Montese – A Batalha mais Sangrenta do Exército Brasileiro desde a Guerra do Paraguai.


Muito se fala em Monte Castelo. Óbvio, já que esse bastião se perpetuou no imaginário dos brasileiros pelos insucessos, e abateu o moral da FEB durante meses a fio. Mas, outra dura e violenta batalha ainda estava por vir.

No início de março de 1945, o Supremo Comando Aliado no Teatro de Operações do Mediterrâneo já preparava a chamada Ofensiva da Primavera, que seria o golpe final desferido contra as forças alemães nesse Teatro de Operações. Esse último golpe, consistia romper a Linha Gótica, no centro, e ganhar o vale do rio Pó, na direção de Bolonha.Todos os Exércitos aliados na Itália estariam empregados nessa ofensiva. Para tanto, coube como missão a Divisão Expedicionária Brasileira os seguintes termos ajustados em 07 de abril:

11º RI – Conservando suas atuais posições e mediante ordem da 1ª DIE (Divisão de Infantaria Expedicionária), deverá apoderar-se, na jornada do dia 14, na região de Montese – 888 – Montello. Aproveitando esta progressão, ocupar a região de 747, de maneira a ligar-se com as de Montese e 931 (NW de Monteforte).

                Para facilitar a leitura segue abaixo um resumo da missão do 11º Regimento de Infantaria: o Regimento de São João Del Rey deveria a partir de seu ponto inicial, tomar a posição entre Montello e Montese e se dirigir a região de MonteForte, fazendo a ligação com outras tropas do dispositivo ofensivo.

                Isso é apenas uma pequena parcela do dispositivo que seria formado.

                Levando em consideração que os aliados não acreditavam em uma resistência tenaz dos defensores, dada às condições da guerra aquela altura, esperava-se, até certo ponto, uma facilidade das tropas nas conquistas territoriais. Infelizmente não foi isso que aconteceu! Os alemães resistiram à ofensiva com artilharia, infantaria, minas e morteiros até o último metro de terreno. Baixas significativas foram sentidas, não só nas tropas brasileiras, mas em todos os setores aliados. Em Montese 189 cidadãos italianos da pequena cidade, morreram durante os combates; das 1121 casas existentes, 833 foram destruídas.

                Bravos soldados brasileiros tombaram em Montese. Sargento Wolf, Aspirante Mega e Tenente Ary Rauen são apenas alguns nomes dos mais destacados soldados brasileiros que deram sua vida naquela ação. As tropas brasileiras sofreram entre os dias 14 e 16 de abril aproximadamente 450 baixas entre mortos e feridos.

                A partir de hoje, até o dia 16 de abril, data final da vitória brasileira, vamos publicar um especial completo sobre A TOMADA DE MONTESE. Para que possamos vislumbrar esse episódio marcante na vida dos soldados da Força Expedicionária Brasileira.

                Agradeço desde já a colaboração inestimável dos amigos e pesquisadores Rigoberto Souza Júnior e Alessandro Santos que irão colaborar nessa pesquisa, para que possamos apresentar os fatos históricos de forma fácil e na fidelidade desejada pelos nossos leitores.

Piazza della Repubblica em 1910

 

Patrulha da FEB na região entre Montese e Fanano antes do ataque final

 

Montese em meados do século XIX

Montese destruída pela fogo alemão e aliado

 

Montese – vista panorâmica – anos 70

 

Montese – Igreja e Torre detruídas após bombardeio de 1945

 

Montese 1945 após bombardeio neste local passava a Linha Gótica

 

Militares brasileiros fazem varredura em Montese após combate

 

Entrada do Castelo de Montese – 1890

 

Vista parcial de Montese após ataque

 

Anúncios
  1. CHRISTO
    07/04/2012 às 11:21 PM

    Caro Miranda, vc sempre colocando belas palavras e com belas pesquisas, vc é um grande exemplo para todos da associação.

    Forte abraço

    CHRISTO

  2. Hailton
    23/12/2013 às 12:57 PM

    Dentre vários blogs estocados na internet,eis aqui um dos poucos que valem apena visitar,seguir,curtir ,compartilhar uma leitura util e adquirir conhecimento.
    Uma bela metéria revivendo as ações de nossos anônimos soldados heroicos que deram suas vidas nos campos de batalhas mudando o curso da História do nosso mundo.Infeliz mente no Brasil os únicos herois lembrados são os jogadores de futebol”Aqueles que contribuem para um mundo melhor”.
    Deixo aqui um grande abraço e como disse o nosso colega acima,continue com essas belas pesquisas igual á essa.

    Atte.Hailton Max Junior

  3. 14/04/2014 às 8:09 PM

    Republicou isso em Francisco Miranda – BLOGe comentado:

    HOJE! Há 69 anos muitos brasileiros iniciaram uma jornada sem volta! Com muito, muito sangue nacional, Montese, o último entrave brasileiro na campanha da Itália, foi conquistada.

  4. Clovis R. de Alcântara Melo
    21/04/2014 às 7:34 PM

    O dia 14 de abril de 1945 marcou a mais árdua e sangrenta batalha dos pracinhas na Itália. Nosso reconhecimento aos Bravos Guerreiros do 11° RI que, avançando por campos minados e sob fogo das metralhadoras alemãs, conquistaram heroicamente Montese. Parabéns Chico pela postagem.
    Coronel Melo.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: