Início > Guerras, História > 123 Anos do Nascimento de Hitler: Uma Análise Histórica

123 Anos do Nascimento de Hitler: Uma Análise Histórica


No próximo dia 20 de abril, lembra-se o nascimento do homem que se consagrou como sendo a mais vil de todas as almas. Há 123 anos o mundo presenciou a chega daquele que, por alguns anos, foi ovacionado como o salvador germânico, um líder supremo que carregava consigo a esperança do ressurgimento de uma das maiores nações desse planeta. E que, pouco mais de uma década depois, estaria condenado como a personificação da maldade e representava tudo que há de pior na humanidade.

Gostaríamos de publicar uma visão mais histórica sobre Adolf Hitler, sem julgar seus atos que, diga-se de passagem, já estão condenados por milhões e milhões de julgadores. Mas queremos publicar, de forma rápida e concisa, a História desse austríaco que chegou ao poder e moldou o mundo como o conhecemos hoje. Isso mesmo, se Hitler não tivesse nascido, o que seria do mundo hoje, tal como o conhecemos? Com certeza milhões de vidas teriam sido poupadas, mas é isso? Sem a Segunda Guerra o que seria do mundo atual? Evidentemente o sofrimento do mundo já seria o bastante para evitar uma miserável guerra de 06 longos anos e que destruiu cidades, famílias e vidas preciosas.  Historicamente não podemos de forma alguma analisar o “SE”, mas podemos especular sobre suas consequências.

Hitler tem sua vida envolto sobre o manto da especulação, desde a sua descendência até a sua morte, há disseções entre os estudiosos e historiadores em todos os aspectos dos 56 anos de vida de Hitler. Por fim, queremos realizar uma análise crítica da vida desse cidadão que será lembrado para todo o sempre na história da humanidade.

Anúncios
  1. Simonete Rocha
    19/04/2012 às 1:02 PM

    Bom dia Sr. Francisco Miranda, eu gostei muito do site, ele é muito informativo e crítico!

    Continue assim! Parabéns!

  2. 20/04/2012 às 5:56 AM

    Estava procurando quais blogs falariam sobre o aniversário de Hitler em 2012 e encontrei o seu, devo admitir que faz um ótimo trabalho e ótimas análises críticas, acho as histórias da I e II Guerras Mundiais fascinantes, principalmente as da II Guerra Mundial e o Nacional-Socialismo. Continue assim com seu blog, está de parabéns. 😀

  3. Mauro Moriarty
    20/04/2012 às 9:49 PM

    123 anos de nascimento de um homem que mudou o mundo
    .
    Se Adolf Hitler perdeu a guerra, pelo menos alguma coisa ele ganhou, notoriedade, poucos homens conquistaram tentas atenções no Séc. XX uma fama que parece não esmorecer, mesmo nesse inicio de Séc. XXI, mesmo que seja uma fama duvidosa.
    Várias vezes em que escrevi, me revoltei contra certos comentários que insistem em afirmar maldosamente que Hitler e o partido nazista, são sinônimos de Wermacht e povo Alemão, que todos são iguais, é perfeitamente compreensível comentários que partam dos leigos serem carregados de observações emotivas e dramáticas, mas o estudante de história deve se precaver a respeito disso cultivando um pensamento livre, independente, critico, lembro de uma passagem de um dos meus livros prediletos “A arte retórica de Aristóteles” que afirma “Um homem deve estar apto a persuadir o contrário daquilo que pensa e sente, não para que fique mudando de ponto de vista a todo momento, porque isso seria imoral, mas para estar apto pela capacidade de contemplar os dois lados da questão a destruir a argumentação adversária sempre que esta falsear a verdade”, muitos por ignorância de como proceder ou por impostura de tentar parecer certo de qualquer maneira, violam essa regra e em ultima instancia a verdade histórica acaba sendo prejudicada.

    No Blog do Chico encontrei sempre os posicionamentos mais equilibrados com os quais deveria lidar, não o conheço pessoalmente, só posso julgar pelos posicionamentos adotados nos seus escritos, como um artigo seu em que ressaltava as qualidades da Wermacht como força de combate e outros em que condenava os atos irresponsáveis de Hitler, mas sempre procurando ser o mais didático possível e permitindo sempre solução de continuidade, dessa forma incentivando a todos que apresentassem seus pontos de vista, e todos até aqueles mais polémicos tiveram uma grandeza de tolerância e liberalidade por parte do autor raramente encontrado em outros espaços da internet, imagino quantas vezes o Chico já não ficou com vontade de tomar o teclado e digitar algumas poucas e boas a certas observações impertinentes, espero que o exercício de paciência não lhe prejudique a saúde.

    Enfim se disse tudo isso foi na certeza de que o trato com questões polemicas é sempre prática desgastante, o comentário do Chico sobre Hitler soube ser prático, ele se poupa de insultar inteligências afirmando ser Hitler um Monstro saído do inferno para destruir o mundo pelo fogo, ou o Anticristo, ele limita-se a sugerir para apreciação daqueles que assim desejarem, uma pesquisa própria para que formem sua própria opinião foi Hitler alguém que simplesmente errou nos seus cálculos? Foi um irresponsável? Foi um criminoso? Pois é muito difícil determinar a diferença entre cultura histórica e propaganda ideológica, isto se deve ao trato irresponsável com que os vencedores tentaram manipular a verdade após o conflito, uma leitura comparada, atenta mesmo, entre dois autores defensores da Versão oficial, sempre nos mostra as contradições, que fazem periclitar a consistência histórica da historia aceita como tal.

    Hitler ao meu ver é condenado veementemente, para que todos se concentrando nele, não procurem os outros culpados os verdadeiros que o forjaram através da injustiça criminosa de Versalhes, que imbuíram Hitler da moral que o fez vencer as eleições Alemãs, da moral que desmoralizava Chamberlain a negar tudo o que Hitler tinha direito de exigir em nome da Alemanha em Munique (Chamberlain foi injustamente execrado pelos pósteros pelos erros de seus antecessores em Versalhes), e quanto a questão da Polônia? Hoje é sabido que Stalin foi o primeiro a sondar a França e Inglaterra, a respeito de ajuda mutua entre eles e a URSS, contra a ameaça de invasão da Polônia que colocaria as fronteiras Soviéticas bem ao alcance de Hitler, quando o Ocidente não respondeu a sua oferta ele imaginou que as mesmas desejava que a Alemanha e URSS se consumisse numa guerra que as deixaria enfraquecidas e poderiam ser facilmente subjugadas, Stalin então cuidou de seu próprio interesse fazendo um tratado com Hitler, isto liberou o ataque Alemão que fez o aliados declararem guerra segundo eles para defender a soberania da Polônia, mas que após a guerra a entregaram aos Russos na mesa de negociações em Yalta, Hitler tomou a iniciativa da guerra em 1939 e invadiu a URSS em 1941, porque então só seis anos depois de Hitler esta em guerra com todos e submetendo a URSS a uma provação terrível de sofrimento e destruição, só em 1944 os aliados se declararam prontos a participar do conflito (Isso quando o Exercito vermelho já havia penetrado na Polônia e ameaçava a fronteira Alemã), porque os EUA levaram seis anos de paz e calmaria para até que enfim se declarassem prontos, enquanto o povo Russo conduziu e finalizou seus preparativos sob o terror dos ataques nazistas, isso tudo parece politicalha de interesses escusos envolvidos.

    Os fatos nos obrigam as nossas próprias reflexões. Na busca das verdades, eles não querem pessoas com atitudes histórica critica mas apenas a pessoas que reajam passivamente a tudo aquilo que querem que aceitemos como verdades.

  4. 27/11/2013 às 8:19 PM

    na minha opinião a única coisa que Hitler fez de errado foi a perseguição ao povo judeu o povo judeu não merecia isso mas o antissemitismo era algo comum na europa e ainda hoje o resto é resultado da guerra Hitler fez isso com apoio do povo, do exercito e dos políticos alemães culpar apenas hiltler acho que não seria o correto já que ele sozinho não faria muita diferença Hitler não foi o único é so lembrar dos progroms na russia das expulsões por toda a europa e as humilhações que os judeus eram submetidos em países árabes ou países mulçumanos

  5. Mauro Marques
    27/11/2013 às 11:57 PM

    É verdade Hitler não inovou em nada, nem no racismo, ou no imperialismo exacerbado, ele apenas foi um produto do meio em que viveu!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: