Início > Guerras, História > A Destruição Bélica da Segunda Guerra

A Destruição Bélica da Segunda Guerra


Confesso que estudando a Segunda Guerra, sempre me veio a curiosidade de saber o destino de uma quantidade impressionante de tanques, aeronaves e navios que eram produzidos para nações beligerantes e que foram destruídas em combate, principalmente quando as nações do Eixo caíram. O material bélico ainda disponível ou inutilizado dessas nações.

Bem, segue uma sequência de fotos que impressiona para verificar a extensão de equipamentos destruídos.

Anúncios
  1. Job
    21/09/2012 às 10:51 AM

    Realmente é uma boa pergunta, onde está esse grande arsenal pois é muita coisa para virar sucata.

  2. Job
    21/09/2012 às 10:59 AM

    Gostaria de saber também do caro Miranda, como fazer um mutirão para resgatar Natal-RN, no contexto da Segunda Guerra. Pois não se pode falar do Brasil na Segunda Guerra sem falar de Natal, e curiosamente ninguém se interessa (quando digo ninguém) são or órgão publicos e os políticos em criar um grande Museu da Segunda Guerra em Natal. Acervo tem, pois a cidade foi ocupada durante a guerra por um contigente de mais de 20.000 americanos. Por aqui existiam casinos, Base Aérea, Base Naval, e tudo isso não é tombado pelo patrimonio histórico nem existe nada que se veja sobre o tema. Algumas iniciativas de entidades civis querem criar o Museu da Rampa, mas é uma luta inglória e inócua, pois o governo não tem interesse. Primeiro estão deixando a Velha Rampa cair aos pedaços para enfim tentar recuperar aquele belo prédio. É sempre assim, essa história eu já conheço. É reforma de fachada, como fizeram com a Capitania das artes. Deixaram o prédio cair para aproveitar só a fachada. A mesma coisa estão fazendo com a Rampa, invadida hoje por qualquer um que queira por lá se instalar.

    • 21/09/2012 às 3:26 PM

      Job,

      A internet talvez seja o melhor espaço hoje para deliberar sobre o assunto mesmo. Utilizar as redes sociais e os blogs (o espaço está à disposição) para chamar a atenção e divulgar o máximo possível o canal.

  3. Márcio M Oliveira
    21/09/2012 às 3:13 PM

    Olá Francisco!!!

    Maravilha este espaço cultural!!!

    Quero saber se você me autoriza divulgar algumas fotos do seu blog, com os devidos créditos.

    abração

  4. 21/09/2012 às 5:50 PM

    O essencial da guerra é a destruição, não necessariamente de vidas humanas, mas de produtos do trabalho humano. A guerra é um meio de despedaçar, ou de libertar na estratosfera, ou de afundar nas profundezas do mar, materiais que de outra forma teriam de ser usados para tornar as massas demasiado confortáveis e, portanto, com o passar do tempo, inteligentes.

    George Orwell

  5. FRANCISCO NUNES DE ARAUJO
    30/09/2012 às 4:01 PM

    oi,chico miranda,descobri hoje o seu blog,achei bem interessante e bastante informativo. voce estar de parabens.um abraço.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: