Archive

Archive for the ‘Polícia do Exército – Livro’ Category

No Planalto Central Brasileiro a Estrela da Ordem Já Brilha! Parabéns BPEB!

                Formatura comemorativa aos 55 anos de uma das unidades militares mais prestigiadas da Força Terrestre. Batalhão de Polícia do Exército de Brasília – Batalhão Brasília.

                Unidade diferente. Os veteranos do BPEB afirmam categoricamente: “o BPEB é diferente!”, evidentemente qualquer um pode interpretar a afirmativa como bairrismo de catarina do BPEB. Quem serviu ao Exército, sempre tem essa premissa, todos irão dizer que sua “unidade é diferente”, é a melhor. Claro! Contudo, a afirmação, quando se trata do Batalhão de Polícia do Exército de Brasília, passa a ser indiscutivelmente uma verdade explícita e facilmente identificada para aqueles que passam um período nesta Unidade Militar, nem que seja algumas horas. Rapidamente se dá conta que há algo diferente na atmosfera do BPEB. Sentimos essa atmosfera! Presenciamos!

                O Batalhão acolheu algumas dezenas de “garotos” de meia-idade ou idade avançada do sul e sudeste que, tal como anos ou décadas atrás, se dirigiram ao Batalhão Brasília para prestarem seus serviços ao País. Esses senhores se alojaram no BPEB com o mesmo brilho no olhar, se enchiam de orgulho de estarem novamente em suas Companhias, realizando as refeições no Rancho e rememorando o terreno onde eles foram forjados para serem Policiais do Exército até os dias de hoje, perpetuando a frase: UMA VEZ PE, SEMPRE PE! Neste lugar cheio de história havia também alguns entusiasmados convidados veteranos do 4º BPE de Pernambuco.

             Logo na chegada uma coisa era perceptível: todos os integrantes do Batalhão, do soldado EV até o comandante, transpareciam o entendimento e a importância daqueles que serviram no BPEB, dos jovens catarinas, aqueles que deixavam suas famílias em seus estados de origem para se aquartelarem para o serviço militar.

                 Não raras às vezes, o veterano era recebido com uma continência dos soldados e graduados, não pelo fato de serem superiores hierárquicos, claro que não, mas pelo reconhecimento dos serviços prestados e dos sacrifícios individuais de várias gerações. Por diversas vezes, respondíamos a continência com o vibrante “Brasil!”, bem típico dos velhos tempos passados. Todos os militares do Batalhão, sempre se referiam sintomaticamente com frases de respeito e presteza: “sempre à disposição”, “qualquer coisa o senhor pode acionar”, “Precisa de mais alguma coisa?”, eram frases comumente usadas pelos atuais integrantes do BPEB aos velhos integrantes de outrora, um respeito de PE, por outro PE!  Cada dia que se passava, mais impressionado os convidados nordestinos ficavam.

             Os veteranos estavam envolvidos pela atmosfera que cercava os preparativos do aniversário da Unidade, muitos alojados e acomodados dias antes, puderam presenciar os exaustivos treinamentos da Pirâmide Humana do BPEB e a performance da “Mulher Maravilha”, do raiar do sol até o cair da noite. Um sincronismo perfeito entre os militares que tão bem estavam empregados na missão de continuar a dignificar a memória do Tenente R/2 Arantes, nos longínquos anos de 1960.

                A formatura inicia e o brilho nos olhos dos veteranos, convidados e amigos do Batalhão começa a transparecer. Tropa impecável adentra no Pátio Zenóbio  da Costa. Um efetivo considerável de tudo que uma Tropa de Polícia do Exército pode prover.

                   Inicia a Canção do Batalhão de Polícia do Exército de Brasília. Facilmente se identificam olhos mareados e até homens chorando, entoada com garbo por todos os presentes. O então 1º Tenente Uchôa caprichou e inovou, com uma estrofe da melodia sendo assobiado. Muita emoção! Mas a noite só tinha começado.

                  O Oficial Chefe de Operações anuncia no microfone que todos os veteranos estão convidados para compor o desfile. Uma pequena multidão se desloca para formar o dispositivo de veteranos. Não importa a idade ou a condição física, todos os Antigos Policiais do Exército querem compor a tropa. Os organizadores do dispositivo tem dificuldade para formar os veteranos, afinal, são muitos! Políticos, Oficiais Generais, Oficias, Sargentos, Cabos e Soldados, todos agora na mesma tropa, a de Veterano PE!

                 Todos prontos para o Desfile! Alguém grita: “Minha bandeira não é vermelha é amarela!”, não importa se foi um desabafo oportuno ou não. O veterano de Brasília tem crédito. Foi por nossa bandeira que muitos prestavam o serviço militar longe de casa e por isso, nada mais compreensível do que uma exaltação a ela, a nossa Pátria Mãe representada por nossa Bandeira! Brasil!

                 Segue o desfile! Gritos e aplausos são ouvidos na passagem da tropa de veteranos! Era o ápice de nossa estadia em Brasília! Retornamos para os nossos lugares com o coração feliz e com o sorriso no rosto.

              Depois do desfile dos veteranos seguiu o desfile da Tropa e a apresentação da Pirâmide Humana. Fim? Ninguém queria ir embora. Conversas, reencontros, choros, abraços, alegria, tudo isso acontecia simultaneamente em todos os recantos do Pátio do Batalhão Brasília. Em uma única noite, anos e anos foram relembrados e celebrados. Não foram apenas os 55 anos de existência, foram os 55 multiplicados por cada dia de experiência, amizade e reencontros que foram celebrados ali.

               Findo o evento, fizemos questão de procurar o Coronel Felipe e agradecer-lhe por posicionar o Batalhão Brasília exatamente no lugar que ele merece. Uma unidade de elite que sabe o valor daqueles que fizeram a História deste Batalhão; uma Unidade que é um baluarte da Polícia do Exército do Brasil. Uma reconhecimento justo a todos os integrantes do Batalhão.

           Novamente, depois de anos de Braçal, ainda é fácil perceber o quanto ser Policial do Exército faz a diferença na vida de tantos brasileiros, mesmo que geograficamente em regiões tão distantes e culturalmente diferentes, os valores são os mesmos, a dignidade é a mesma!  Isso é que define o brado: UMA VEZ PE, SEMPRE PE!

          Fique tranquila Brasília, pois NO PLANALTO CENTRAL BRASILEIRO, A ESTRELA DA ORDEM JÁ BRILHA, POIS SURGIU COM SEU PORTE ALTANEIRO O SOLDADO PE DO BRASÍLIA.

               Salve General Paulo Yog de Miranda Uchôa, sabia o que estava escrevendo.

Lançamento do Livro: Polícia do Exército: Sua História e Seus Valores

No último sábado (07/03) ocorreu o lançamento do livro Polícia do Exército: Sua História e Seus Valores. A Solenidade de Lançamento teve início com a formação da Mesa de Honra formada pelo Autor Francisco Miranda, presidente do Conselho Nacional dos Veteranos da Polícia do Exército (CONAVEPE), do excelentíssimo senhor General de Exército Pafiadache, Comandante Militar do Nordeste, excelentíssimo senhor General de Divisão Márcio, Comandante da 7ª Região Militar, senhor Tenente Coronel Jorge, comandante do 4ºBPE, Capitão Souza, veterano da Força Expedicionária Brasileira (FEB), representante da ANVFEB/PE, do senhor Moizes Oliveira, Vice-Presidente do CONAVEPE e Presidente do Grupo de Veteranos do BPEB no Paraná (GVBP) e do senhor Elivaldo Belarmino, integrante do CONAVEPE e Presidente da Associação SEMPRE PE, além de várias autoridades militares e civis que prestigiaram o livro.

Francisco Miranda realizou uma breve abordagem do livro, exaltando os valores da Polícia do Exército que são expressados no livro e que são tão caros a sociedade nos dias atuais. Citou proeminentes nomes que fizeram parte da História da PE, tais como o paulista Soldado Clóvis, morto por um soldado aliado nos campos de Batalha da Itália, o Capitão R/2 Sabino, primeiro Comandante de uma Companhia de Polícia do Exército do Brasil. Encerrou sua apresentação com uma das histórias narradas no livro pelos veteranos da Polícia do Exército, a do Soldado Jacaré, que tirou boas risadas dos participantes do evento.

Após a solenidade de abertura, teve início o receptivo com mesa de autografo do livro. Também houve exposição de material da utilizado para missões de Polícia do Exército, tudo isso tendo como cenário o Forte do Brum no Recife Antigo.

O livro está a venda pelo email: policiaexercitohistoria@gmail.com / francismiranda28@gmail.com

Valor: R$ 50,00

Envio: 12,50  para qualquer Estado do Brasil.

PRÓXIMO LANÇAMENTO 25 DE ABRIL – 8º EVEPE – BLUMENAU / SANTA CATARINA

 

%d blogueiros gostam disto: