Arquivo

Posts Tagged ‘cenas de combate’

Acidentes Durante a Guerra – A Morte Evitável!

Há um estudo que indica que cerca de 12% das baixas nas campanhas da Segunda Guerra aconteceram graças a acidentes no transcurso da guerra. Muitas vidas foram perdidas por acidentes com equipamentos individuais, fogo amigo, acidentes com os diversos equipamentos utilizados durante a guerra. Infelizmente tais acidentes não são raros em época de paz, portanto se imagina que a pressão exercida pela guerra torna as mortes acidentais algo até certo ponto aceitável. Há relatos de várias mortes de soldados no pós-guerra, ou seja, sobreviveram a guerra, mas não sobreviveram como tropas de ocupação.

Muitos Acidentes aconteceram por imprudência, imperícia ou negligência

Como é esse o caso.

 

Cenas da Queda do Terceiro Reich!

O fracasso alemão em derrotar a URSS no final de 1942 mostrou que outros fatores além de habilidades militares e boa sorte tiveram papel importante na Frente Oriental. Em uma situação de guerra total, a capacidade de uma dos lados de superar a produção do outro pode imensamente significativa, especialmente se combinada com vastos recursos humanos para a linha de frente. A União Soviética contava tanto com uma capacidade de produção  superior em relação à da Alemanha quanto com homens e mulheres capazes de usa plenamente os equipamentos enviados das fábricas para a linha de frente.

Para entender como eram impressionantes as conquistas industriais da URSS, consideremos um fato simples: as fábricas soviéticas produziram duas vezes a quantidade do material de guerra produzida pela indústria alemã em 1942, apesar de ter acesso a apenas aproximadamente um terço dos suprimentos de aço e carvão disponíveis para Hitler. A razão disso foi um cuidadoso desenvolvimento da capacidade industrial. Antes da guerra, fábricas soviéticas que produziam tratores passaram a produzir, também, alguns tanques. Assim, quando veio a guerra, a proporção da produção entre tratores e tanques se inverteu, garantindo uma rápida estruturação da força blindada do Exército Vermelho. Inevitavelmente, a produção agrícola decresceu, mas não desapareceu, possibilitando atingir equilíbrio entre suprir a linha de frente com armamentos e alimentar a nação como um todo.

A indústria soviética foi capaz de produzir cerca de 240 milhões de toneladas de munição em 1942, um aumento dramático em relação aos números de 1949, aumento este que impressiona mais ainda quando se considera a perturbação causada pela evacuação do parque industrial. A produção geral da indústria soviética foi prodigiosa. Entre 1943 a 1945, mais de 80.000 aeronaves, 73000 veículos blindados e 324000 pelas de artilharia saíram das fábricas. Para cita apenas um exemplo, somente do avião Ilyushin Il-2 “Sturmovik” foram construídas 36.000 unidades, fazendo dele a aeronave com maior produção em massa da história (uma marca que quase certamente nunca será superada).

Não foi uma produção industrial sozinha que derrotou Hitler na Frente Oriental, mas qualquer avaliação do conflito a partir de 1943 em diante deve leva-la em consideração. É difícil calcular a dimensão absoluta de tropas, máquinas e outros equipamentos envolvidos, mas sem sua capacidade industrial, a URSS não poderia alcançar a vitória na Frente Oriental.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: História da Segunda Guerra, David Jordan.

%d blogueiros gostam disto: