Arquivo

Posts Tagged ‘propaganda’

Primeira Guerra Mundial: O Início da Propaganda de Massa!

É impossível não pensar em propaganda moderna sem trazer a figura de Joseph Goebbels e de toda máquina criada para difundir as ideias nazistas na Alemanha e no mundo. Mas o que poucos sabem é que a propaganda de guerra foi introduzida na Primeira Guerra Mundial. Os impérios Austro-húngaro e Prussiano iniciaram fortes campanhas nacionalistas de apoio ao conflito. A Inglaterra e França também buscavam apoio da população, além de menosprezar o inimigo com charges que passavam mensagens específicas. Quando a entrada dos Estados Unidos, além de mensagens da luta pela liberdade, também eram comuns mensagens que tratavam a venda de bônus de guerra. Estratégia também acompanhada de várias nações envolvidas no conflito.

Veículos Militares da Alemanha na Segunda Guerra

Quando se fala em blindados alemães a primeira coisa que lembramos são os panzes blindados consagrados pela Blitzkrieg, com isso deixamos de lado o excelente legado de veículos militares produzidos pela Alemanha no período da guerra, inclusive norteando a tecnologia para o pós-guerra. Portanto, vamos apresentar alguns dos veículos militares, blindados ou não, que foram utilizados largamente nas campanhas da Segunda Guerra pela Alemanha.

O Pioneiro da Fotomontagem era Alemão, mas…

John Heartfield  (nome de batismo Helmut Herzfeld), um alemão nascido em 1891 e pioneiro na fotomontagem. Heartfield utilizou técnicas de montagem fotográfica para ridicularizar a propaganda nazista na década de 1930. Foi perseguido pelo regime de Hitler, quando se refugiou na Tchecoslováquia até o país ser anexado pelo Alemanha. Foge para a Inglaterra e posteriormente para os Estado Unidos.  John Heartfield é considerado um artista pelo seu trabalho com fotografias. Vejam parte desse acervo:

Facebook: https://www.facebook.com/BlogChicoMiranda

Coitado de Hitler…

 Realmente, Adolf para a propaganda americana apanhou o correspondente a 3 Segundas Guerras Mundiais. Em várias publicações de Revistas em Quadrinhos, os conhecidos Comics, ele foi o alvo preferencial de todos os tipos de super-heróis da criativa mentalidade americana. Dentre os preferidos da população o famoso Superman, Batman e Capitão América, mas temos aliados menos conhecidos como o Soldado Desconhecido e o Espinhão Destruidor entre outros. Conheça essas figuras que povoaram a mente dos americanos e a de outros povos, mesmo depois da guerra:

Página no Facebook:

http://www.facebook.com/BlogChicoMiranda

Comunidade no ORKUT:

http://www.orkut.com.br/ChicoMiranda

Charges e Cartoons Políticos da Segunda Guerra – Parte 02

Uma visão, em sua maioria americana, de Hitler que circulou na imprensa antes e durante o envolvimento dos Estado Unidos na Segunda Guerra.

 

Interessante Cartoon que exemplifca o momento vivido na America do Sul nos anos anteriores a Declaração de Guerra com os EUA. O Brasil e os demais países tinham uma forte influência nazista.

 

O início do desmoronamento nazi.

 

A Boa e Velha Coca-Cola Alemã

 

Charges e Cartoons Políticos da Segunda Guerra – Parte 01

Vamos iniciar hoje uma nova série que considero uma das melhores já publicadas sobre o tema. A primeira é sobre os Cartuns e Charges Políticos da Segunda Guerra, essa arma de propaganda foi utilizada até o limite nos países envolvidos, desde a depreciação do inimigo até a venda de título de guerra. A segunda série é sobre os Quadrinhos de Heróis que surgiram durante o conflito e se perpetuou depois da guerra como agente de propaganda, principalmente americana.

Cartunismo da Segunda Guerra – Extra I

Publicamos uma série sobre charges e cartunismo da Segunda Guerra que fizeram bastante sucesso. Estamos lançando novos posts sobre o tema que é bastante intessante, educativo e acima de tudo engraçado. Também segue abaixo os links das últimas publicações para quem não acompanhou.

Cartunismo de Guerra – A Propaganda Engraçada – Parte I
Cartunismo de Guerra – A Propaganda Engraçada – Parte II
Cartunismo de Guerra – Parte III

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Signal – A Revista de Propaganda Alemã.

Signal foi uma das principais publicações de propaganda destinados ao público internacional do Terceiro Reich. Era uma revista quinzenal, ricamente ilustrada, enfocando a guerra, mas com outras histórias de interesse humano também. A maioria das publicações tinham fotografias a cores. Foi publicada em 25 idiomas e no seu auge, cerca de 2.500.000 cópias de cada edição foram impressas. Ainda em fevereiro de 1945, cerca de 750.000 cópias foram impressas. Embora fosse distribuídas em países estrangeiros, também foi destinado as várias unidades estrangeiras aliadas da Alemanha.

Esta é a capa de uma edição de outubro 1940. Um avião alemão voa ao longo da costa Inglesa.

Uma foto da edição de outubro 1940, encontramos a seguinte afirmação: “Ao longo da costa rochosa da Inglaterra. Rotas britânica de comboio passam ao lado do White Cliffs. Dia e noite, os caças alemães e bombardeiros voavam até o leste da Inglaterra e encontravam portos fechados para todo o tráfego de transporte. Em duras batalhas nas últimas semanas, a Luftwaffe ganhou superioridade aérea, tanto aqui como na ilha além do White Cliffs “.

 

Esta cobertura de julho 1941 mostra aviadores alemães pintando navios britânicos que teriam afundado na cauda de suas aeronaves.

Esta é a capa da edição de dezembro 1941. A capa mostra um soldado alemão que escreve para sua mãe da Frente Oriental. O artigo principal, intitulado “Decisão do Oriente”, sugere que a União Soviética está terminada. Há uma cobertura considerável da campanha russa. Outro artigo afirma que Hitler é muito maior do que Napoleão. Há artigos sobre sopro de vidro, dança e um novo filme.

Esta página da edição de dezembro de 1941 mostra as maiores condecorações militares alemães.

Este mapa da edição de dezembro 1941 mostra sucessos militares alemã na campanha russa. Os círculos mostram as tropas soviéticas, armas e tanques destruídos nas batalhas nessas áreas. A legenda: “Aqui, o exército soviético foi derrotado. Em sete batalhas de aniquilação (Bialystock-Minsk, Smolensk, Uman, Gomel, Kiev, no Mar Faso, e Brjansk-Wjasma), a União Soviética perdeu os seus melhores exércitos e a maior parte de seus tanques e artilharia ….”.

Esta cobertura de janeiro de 1942 mostra russos capturados. Um artigo explica o que teria acontecido se os bolcheviques tivessem realizados os seus planos para atacar a Alemanha. “Assim como a Alemanha fosse eliminada como uma força militar, não haveria mais resistência [na Europa]. Soldados alemães não estão lutando pela Alemanha sozinhos. Eles defendem com seus corpos a pátria europeia, as catedrais que ainda não tenham sido convertidos em bancas de animal. “

A capa da Edição 1 de agosto de 1942 mostra soldados atacando no Oriente. Há artigos sobre Kertsch e campanhas de Karkov. Outro artigo interessante mostra o Ministério Propaganda de Goebbels no trabalho.

Esta é a capa da primeira edição de fevereiro de 1943. A imagem é do navio de guerra francês afundado em Estrasburgo, o porto de Toulon (os franceses tinham afundado os seus navios em Toulon para não cair nas mãos dos alemães). Um artigo cobre uma base de submarinos na costa francesa. A derrota em Stalingrado ainda não é anunciada, e não há nenhuma menção de Stalingrado.

Esta é a capa da primeira edição de dezembro de 1943. A foto da capa, intitulada “Inúmeros”, mostra um torpedeado marinheiro inglês em terra, sendo ajudado por um Português. Em dezembro de 1943, bombardeios dos Aliados estavam tendo efeitos devastadores sobre a Alemanha. Esta questão tem dois artigos que tentam persuadir os leitores de que a situação está sob controle. A primeira apresenta uma “nova arma contra os bombardeiros “, e segundo sugere que os Aliados estavam sofrendo perdas insustentáveis ​​.

A Propaganda Vermelha – Cartazes Russos 1941

 Quando a invasão alemã iniciou em 1941, os soldados do exército alemão foram saudados como libertadores nas cidades soviéticas, Hitler teve a grande oportunidade de transformar o sofrimento e o massacre das nações soviéticas em combustível contra o didator Stálin, contudo o exército nazista cometeu atrocidades e deixou um rastro de destruição e morte nas cidades tomadas. Stálin resolve contra-atacar, mas ainda não com tropas, investiu em propaganda, tentou canalizar o ódio, angústia e sofrimento do povo soviético para um inimigo comum, Hitler! Segue abaixo a primeira parte dessa missão de propaganda em massa.

1941 - Napoleão sofreu uma derrota. O mesmo será com o arrogante Hitler!

1941 - Napoleão sofreu uma derrota. O mesmo será com o arrogante Hitler!

1941 - Impiedosamente esmagar e destruir o inimigo

1941 - Impiedosamente esmagar e destruir o inimigo

1941 - Impiedosamente esmagar e destruir o inimigo

1941 - Impiedosamente esmagar e destruir o inimigo

1941 - Impiedosamente esmagar e destruir o inimigo

1941 - Impiedosamente esmagar e destruir o inimigo

1941 - Impiedosamente esmagar e destruir o inimigo

1941 - Impiedosamente esmagar e destruir o inimigo

1941 - "Animal -vegetariana, ou dois lados da mesma moeda"

1941 - "Animal -vegetariana, ou dois lados da mesma moeda"

1941. "Sem as asas negras sobre nossa pátria"

1941. "Sem as asas negras sobre nossa pátria"

1941. "Convidado Indesejável"

1941. "Convidado Indesejável"

1941. "Convidado Indesejável"

1941. "Convidado Indesejável"

1941. "A derrota dos saqueadores fascista"

1941. "A derrota dos saqueadores fascista"

%d blogueiros gostam disto: