Início > Religão, Religião & Ciência > A Bíblia é um MITO

A Bíblia é um MITO


O título assusta a muitas pessoas que acreditam na bíblia como a Palavra de Deus. Claro que podemos analisar sistematicamente as origens históricas e espirituais da bíblia, passando uma eternidade discutindo e não chegaríamos a um consenso sobre a autoridade dos relatos descritos na bíblia, por isso essa retórica é sempre um fantasma presente quando analisamos evidências da fé humana.

Segundo o pensamento grego, MITO é uma narrativa sobre a origem de alguma coisa (origem dos astros, da Terra, do homem, das plantas, dos animais, do fogo, da água, do vento, do bem e do mal, etc.). A palavra mito vem do grego, mythos, e deriva de dois verbos: do verbo mytheyo (contar, narrar, falar alguma coisa para outros) e do verbo mytheo (conversar, contar, anunciar, nomear, designar).

Para os gregos, mito é um discurso pronunciado ou proferido para ouvintes que recebem como verdadeira a narrativa, porque confiam naquele que narra; é uma narrativa feita em público, baseada, portanto, na autoridade e confiabilidade da pessoa do narrador. E essa autoridade vem do fato de que ele ou testemunhou diretamente o que está narrando ou recebeu a narrativa de quem testemunhou os acontecimentos narrados.

Quem narra o mito? O poeta-rapsodo. Quem é ele? Por que tem autoridade? Acredita-se que o poeta é um escolhido dos deuses, que lhe mostram os acontecimentos passados e permitem que ele veja a origem de todos os seres e de todas as coisas para que possa transmiti-la aos ouvintes. Sua palavra – o mito – é sagrada porque vem de uma revelação divina. O mito é, pois, incontestável e inquestionável.

Segundo essa exposição grega, podemos afirmar categoricamente que a bíblia cristã se enquadra no conceito de mito. Contundo as comparações podem parar por ai. Primeiro que mitologia grega, como mencionado anteriormente, se refere à criação explícita de todas as coisas, com isso, segue abaixo a seguinte narrativa sobre a criação do males que assolam a humanidade:

Prometeu - Visão Grega

“Um titã, Prometeu, mais amigo dos homens do que dos deuses, roubou uma centelha de fogo e a trouxe de presente para os humanos. Prometeu foi castigado (amarrado num rochedo para que as aves de rapina, eternamente, devorassem seu fígado) e os homens também. Qual foi o castigo dos homens? Os deuses fizeram uma mulher

encantadora, Pandora, a quem foi entregue uma caixa que conteria coisas maravilhosas, mas nunca deveria ser aberta. Pandora foi enviada aos humanos e, cheia de curiosidade e querendo dar a eles as maravilhas, abriu a caixa. Dela saíram todas as desgraças, doenças, pestes, guerras e, sobretudo, a morte. Explica-se, assim, a origem dos males no mundo.”

Como a ciência explica, a verdade é alterada ao longo dos anos, século e milênios, embora ela possa parecer algo abstrata e completamente interligada as convicções dos seus narradores, existem conceitos e preconceitos que se estabelecem culturalmente e transforma-se em legado cultural que é passada de geração a geração.

Então, a bíblia como um mito enquadrado e conceituado na visão grega, descrita anteriormente, estaria complemente equilibrada no contexto de inverdade repetida ao ponto de se transformar em verdade? Absolutamente. A verdade se sustenta por meio das evoluções filosóficas do homem, colocada na berlinda da racionalidade. Podemos dizer, sem margem de erro que um MITO é verdadeiro até que se prove que ele é um mito – segundo o conceito contemporâneo do termo mito (abstração). A Bíblia passou os últimos dois milênios sendo sistematicamente dessecada e, ainda assim, não há provas sérias que a desqualifique do seu objetivo principal, de Sua Verdade.

Por fim, mitologia é um termo que perdeu seu sentido original e não se enquadra mais na etimologia grega, mas isso não impede de resgatarmos o termo, segundo seu princípio histórico e formalizar a perspectiva bíblica-mitológica.

Anúncios
  1. Francisco Bendl
    04/10/2011 às 11:54 PM

    A Bíblia é uma coleção de livros tão importante que rege o mundo ocidental há milênios.
    O NovoTestamento (Cristianismo) tem mais de um bilhão de seguidores!
    Sim, a Bíblia tanto é um mito quanto tem suas verdades. Verdades não históricas, registradas, provadas, mas as morais, éticas, que nos ensinam muitas vezes a trilhar o caminho que está difícil, dolorido, sofrido.
    Eu aprecio sobremaneira as parábolas de Cristo que, apesar de terem sido escritas há tanto tempo, parecem que foram editadas recentemente. Uma ode à filosofia, à sociologia, ao bem comum.

  2. MARIO
    28/11/2011 às 2:34 PM

    EXISTEM EQUIVOCOS, QUANDO SE ESCREVE E DISCUTE FÉ E CIENCIA, POR EXEMPLO ; A TERRA ORBITA AO REDOR DO SOL, A CIENCIA SABE QUE ELA VAI SEMPRE ORBITAR ATÉ SER CONSUMIDA PELO PROPRIO SOL, SERIA UM MITO DIZER QUE A TERRA PODERIA MUDAR SUA ORBITA E PASSAR NO MEIO DO SOL, MAS ESTATISTICAMENTE EXISTE A POSSIBILIDADE DE ACONTECER. EXISTE UM CRIADOR? ALGUNS CIENTISTAS DIZEM QUE UNIVERSO NAO PRECISA , DE NOVO USANDO A CIENCIA, EXISTE A PROBABILIDADE, VIVEMOS NUMA ERA DE INCERTEZAS, O QUE A RELIGIAO TEM QUE FAZER É SE ADAPTAR AOS DIAS DE HOJE, E NAO TENTAR TRAZER DO PASSADO QUE SOMOS PECADORES,QUE TEMOS DE NOS ARREPENDER, , JA ESCUTEI QUE TENHO QUE PEDIR PERDAO A JESUS, PERGUNTO PERDAO DO QUE. NAO PODEMOS PAGAR PARASEMPRE POR CRIMES OU ERROS DO PASSADO, AI SIM NAO EXISTIRIA UM DEUS

  3. Argemiro Guirlanda
    08/02/2012 às 6:31 PM

    Hitler , o verdadeiro ant-cristo

  4. 10/03/2012 às 3:34 PM

    Sou ateu e não perco meu tempo discutindo religiões que nãolevam a nada.

    • 24/06/2012 às 12:29 PM

      vc já pensou hem ser crente e servi a cristo de verdade e subir para o céu no arrebatamento da igreja pensa nisso jesus te ama !!! ”para ” evando moreira dos santos…

  5. juliano
    14/11/2012 às 12:10 AM

    Toda vez que o homem questiona bíblia sempre leva um tapa na cara ; pois a bíblia é para ser interpretada pelos mais humildes e temente a Deus não pelos sabios que eles fiquem com suas concepcões ; sigo o que é de Deus ; pois desde o princípios seus (CONCEITO) são validos e são válidos até hoje ! por isso nós cristãos acreditamos na bíblia ! não precisamos de suas sabedoria ( pode acreditar) pois tempo em tempo seus argumentos são questionado !mas palavras de Deus são validas até hoje e seu conhecimento é um mistério !somente os mais humíldes e temente a Deus podem entender ! **vai chegar um momento em que o cristão vai viver pela fé ! como um mito pode prever isso!? . os filosofoS pesam ; pensam e não chegam a lugar nenhum ! a única coisa é que se pode tirar disso é ter um senso critico das coisas mas . mas só ! nada mais ! o resto é futil ! perderam TEMPO EM MOSTRAR SUA SABEDORIA !.

  6. 23/03/2013 às 8:23 PM

    tai ai ne chico você traz um conceito histórico e filosofo e gramatical ,e se cria uma serie de respostas ,bem deis do pensamento se torna fala publica ou de pessoa pra pessoa sempre haverá criticas isso que todo autor e escritor de uma forma outra busca ,ai vamos respeitar demockatus ou tos de todo mundo olhar bíblia ,de uma forma de pesquisa e muito bom salutar ,sobre evidencias temos cada vez mais favor do que contra mesmo assim ainda e questão de crer ou não crer abraços chico

  7. Rubens Costa
    30/04/2013 às 11:39 PM

    Bem o que eu entendo na Biblia é uma mensagem continua ” Ame a Deus ao Proximo e a Ti”, algo simples e complexo, é muinto alem de religiões ou seguidores diversos, é algo proprio de cada dia, uma filosofia de caridade não só material como espiritual, pois a atenção a outro sem demagogia ou superioridade seja ela qual for é um ato de caridade, pois é assim o exemplo deixado por Cristo, e servir a Deus sem caridade nunca sera servir a Deus, por mais complexa que seja a mensagem que esteja na Biblia ela se encerra na caridade. Pode doer a alguns, mas prove ao contrario.

  8. Hugo Cezar Benedetti
    16/11/2013 às 6:40 PM

    A bíblia é um livro contraditório, mal escrito, com histórias infantis. Einstein escreveu isso numa carta que foi leiloada, ele diz resumidamente que a bíblia apesar de honrada é um livro que narra histórias muito primitivas, e que Deus é fruto da fraqueza humana. É um absurdo em pleno século XXI acreditarmos que existe um ser invisível que está em toda parte, julga todo mundo, fez o mundo em sete dias. Para muita gente isso provavelmente não é absurdo mas para mim e para a ATEA, associação de ateus é.

  9. MISTER DOM
    30/11/2013 às 10:21 PM

    A BÍBLIS CERTAMENTE É VERDADEIRA,O ÚNICO LIVRO QUE SE MULTIPLICA EM TODO O TEMPO.É MISTERIOSO E MUITAS DAS COISAS QUE ELA APONTOU, ACONTECEU.

  10. Hugo Cezar Benedetti
    14/12/2013 às 3:30 PM

    Que coisas que a bíblia apontou aconteceu?

  11. André Luiz Bezerra
    19/02/2015 às 8:06 AM

    Discordo plenamente pois basear-se simplesmente nas combinações e semelhanças das palavras e assim tentar desacreditar um livro que ao longo dos anos vem mostrando as fortes evidências da prova da existência de um ser supremo e glorioso que se chama grande arquiteto do universo G.A.D.U. pois podemos encontras as várias formas de identificar a veracidade da intenção de se propagar uma verdade ao homem de que insiste um Deus e que esse Deus deixou o caminho que é seu filho prometido Emanoel mais conhecido por Jesus o Cristo. Lembramos que já que gostam de fazerem comparações com determinados mitos como queiram assim dizer usando sempre a Grécia como exemplo, notemos também que na mitologia Grega fala-se do labirinto e que nesse labirinto tem um minotauro que é um personagem que faz com que tente impedir de Teseu encontrar a pedra do conhecimento do bem e do mau, mas para ele conseguir terá que não se perder no labirinto, mas só consegue quando ele usa um barbante que o leva até a pedra do conhecimento, mas observe o detalhe que ninguém observou que o cordão é feito de lã e a lã vem do cordeiro, ou seja o cordeiro de Deus puro e imaculado que é Jesus o Cristo. Vejam que todos levam ao homem a crer em Deus e esse mesmo Deus espoem as ferramentas necessária para se obter a tão sonhada salvação.

    • 20/02/2015 às 9:33 AM

      André Luiz Bezerra, concordo com sua afirmação, mas você leu e compreendeu o texto na integra? Acho que não.

  12. Willian
    20/03/2015 às 8:16 AM

    (A Bíblia como a palavra de Deus)

    Em resumo, notam-se na Bíblia duas coisas: o Livro e a Mensagem. O estudo da Bíblia tem por finalidade precípua o conhecimento de Deus. Isso é visto desde o primeiro versículo dela, do qual se nota que tudo tem o seu centro em Deus. Portanto, a causa motivante de ensinar a Bíblia aos outros deve ser a de levá-los a conhecer a Deus. Se chegar-mos a conhecer o Livro e falharmos em conhecer a Deus, erramos no nosso propósito, e também o propósito de Deus por meio do seu Livro seria debalde.
    Que as Escrituras são de origem divina é assunto resolvido. Deus, na sua palavra, é testemunha concernente a si mesmo. Quem tem o Espírito de Deus deposita toda a confiança nela como a Palavra de Deus, sem exigir provas nem argumentos. Portanto sob o ponto de vista legal, a Bíblia não pode ser sujeita a provas e argumentos. Apresentamos aqui algumas provas da Bíblia como a Palavra de Deus, não para crermos que ela é divina, mas porque cremos que ela é divina.
    Apresentamos agora algumas provas da origem da Bíblia, as quais evidenciam esse Livro como a Palavra de Deus.

    I – A inspiração da Bíblia.
    O que diferencia a Bíblia de todos os demais livros do mundo é a sua inspiração divina (Jó 32.8; II Tm 3.16; II Pe 1.21). É devido à inspiração divina que ela é chamada de Palavra de Deus.
    A própria Bíblia reivindica a si a inspiração de Deus, pois a expressão “Assim diz o Senhor”, como carimbo de autenticidade divina, ocorre mais de 2.600 vezes nos seus 66 livros.

    II – A perfeita hormonia e unidade da Bíblia.
    A existência da Bíblia até nossos dias só pode ser explicada como um milagre. Há nela 66 livros, escritos por cerca de 40 autores, cobrindo um período de 16 séculos. Esses homens na maior parte dos casos, não se conheciam. Viveram em lugares distantes de três continentes, escrevendo em duas línguas principais.

    III – A aprovação da Bíblia por Jesus.
    Inúmeras pessoas sabem quem é Jesus; crêem que Ele fez milagres; crêem em sua ressurreição e ascenção, mas… não crêem na Bíblia! Essas pessoas precisam conhecer a atitude de Jesus quanto à Bíblia. Ele leu-a (Lc 4.16-20); ensinou-a (Lc 24-27); chamou-a “A Palavra de Deus” (Mc 7.13) e cumpriu-a (Lc 24.44).

    IV – O testemunho do Espírito Santo dentro do crente, quanto a Bíblia.
    Em cada pessoa que aceita Jesus como Salvador, o Espírito Santo põeem sua alma a certeza quanto à autoridade da Bíblia.

    V – O cumprimento fiel das profecias da Bíblia.
    O Antigo Testamento é um livro de profecias (Mt 11.13). O Novo Testamento, em grande parte, também o é. As pro fecias sobre o Messias, proferidas séculos antes de seu nascimento, cumpriram-se literalmente e com toda a precisão quanto ao tempo, local e outros detalhes. Por exemplo: Gênesis 49.10; Salmos 22; Isaías 7.14; Isaías 53 (todo); Daniel 9.24-26; Miquéias 5.2; Zacarias 9.9 etc. Outro ponto saliente nas profecias bíblicas é o referente à nação israelita. A Bíblia prediz sua dispersão, seu retorno, sua restauração e seu progresso material e espiritual. Exemplos: Levítico 26.14, 32,33; Deuteronômio 4.25-27; 28.15-64; Isaías 60.9; 61.6; 66.8; Jeremias 23.3; 30.3; Ezequiel 11.17; 36; 37.
    Ciro, o monarca persa, Deus chamou-o pelo nome através do profeta Isaías, 150 anos antes do seu nascimento! (Is 44.28). Josias, rei de Judá, também foi chamado pelo nome 300 anos antes do seu nascimento (I Rs 13.2; II Rs 23.15-18).

    VI – A influência benéfica da Bíblia nas pessoas e nações.
    O mundo hoje é melhor devido à influência da Bíblia. Mesmo os próprios inimigos da Bíblia admitem que nenhum livro em toda história da humanidade teve tamanha influência para o bem.

    VII – A Bíblia é sempre nova e inesgotável.
    O tempo não afeta a Bíblia. É o livro mais antigo do mundo e ao mesmo tempo o mais moderno. Em mais de 120 séculos o homem não pôde melhorá-la…A Bíblia nunca se torna um livro antigo, apesar de ser cheio de antiguidades. Ela é tão hodierna como o dia de amanhã.

    VIII – A Bíblia é familiar a cada povo ou indivíduo em qualquer lugar.
    Através do mundo inteiro, qualquer crente, ao ler a Bíblia, recebe sua mensagem como se esta fora escrita diretamente para ele.

    IX – A superioridade da Bíblia em relação aos demais livros, quanto à composição.
    É muito interessante comparar nalguns pontos os ensinos da Bíblia com os de Zoroastro, Buda, Confúcio, Sócrates, Sólon, Marco Aurélio e muitos outros autores pagãos. Os ensinos da Bíblia superam os desses homens em todos os pontos imagináveis. Só dois pontos vamos destacar dessa superioridade.
    a. A Bíblia contém mais verdades que todos os demais livros juntos;
    b. A Bíblia só contém verdades.

    X – A imparcialidade da Bíblia.
    Se a Bíblia fosse um livro originado do homem, ela não poria a descoberto as faltas dele. Os homens jamais teriam produzido um livro como a Bíblia, que só dá toda glória a Deus e mostra a fraqueza do homem (Jó 14; 17.1; 27; Sl 50.21,22; 51.5; I Co 1.19-25).
    Só a Bíblia ensina que o homem está em condições físicas, mentais e morais decadentes e que, se deixado só, decairá cada vez mais.

    Conclusão sobre a origem da Bíblia.
    Deus é o único que pode ter sido o autor da Bíblia, porque:
    a. Homens ímpios jamais iriam produzir um livro que sempre os está condenando.
    b. Homens justos e piedosos jamais cometeriam o crime de escreverem um livro e depois fazerem o mundo crer que esse livro é obra de Deus.
    c. Os judeus – guardiães da Bíblia, jamais poderiam ser os autores dela, pois ela sempre condena suas transgressões, pondo seus defeitos a descoberto. Também se eles tivessem podido mexer nela, teriam apagado todos esses males, idolatrias e rebeliões contra Deus, nela registrados.

    (Extraído da obra: “A Bíblia através dos séculos”. Autor: Pastor Antonio Gilberto – CPAD . pagns. 31 à 48).

  13. Willian
    20/03/2015 às 8:19 AM

    A bíblia e mais nova que o jornal da próxima semana, pois ela e sempre sera a palavra de Deus.

  14. João Américo da Silva Filho
    29/11/2016 às 5:01 PM

    Boa Tarde,

    meu nome é João Américo de Belo Horizonte.

    não deixei de observar suas colocações a respeito dos assuntos postados.
    porem, vejo que já se vão mais de 5 anos,

    você ainda faz comentários

    um abraço

  15. João Américo da Silva Filho
    29/11/2016 às 5:12 PM

    Willian

    boa tarde.

    como você disse: Ora, o homem natural não compreende as coisas de Deus, porque elas se discernem espiritualmente; I Corintios 2:14, e podem parecer loucura,
    mas. Deus apanha os sábios na própria loucura deles.

    um forte abraço

    João Américo

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: