Início > Guerra no Pacífico, Guerras, História, Mundo > Acabei de Voltar de Hiroshima!

Acabei de Voltar de Hiroshima!


Em 1946, o tenente Claude Brézillon, então diretor do Jornal francês Caravelle e membro da CEFEO (Corpo Expedicionário Francês no Extremo Oriente), com base na Indochina, oficialmente enviado para o Japão. Sua missão é observar como os japoneses reagem psicologicamente e economicamente a ocupação dos EUA, dez meses após o lançamento da bomba atômica. Inicialmente fica estabelecido como correspondente de guerra, com uma autorização do Exército dos Estados Unidos.

Esse post contém uma seleção de fotos pessoais tiradas por Claude Brézillon. A viagem começa por Tóquio, duramente atingida por bombardeios, continua por locais históricos como Kamakura e Nikko, no porto de Kure e seu arsenal, e termina como uma visita de Hiroshima devastada. Essas imagens são acompanhadas por comentários de artigos de jornal, escreveu ele. Nesses artigos, publicados em duas edições da revista Caravelle de 7 e 21 de julho de 1946, ele narra sua jornada publicando também a história do jesuíta Siemes testemunha da explosão atômica em Hiroshima.

Claude Brézillon veterano da Segunda Guerra Mundial com a 2ª Divisão Blindada.

Fonte ECP

Anúncios
  1. 10/09/2011 às 11:08 AM

    Não há como não admirar a tenacidade e hombridade do povo japonês, reerguendo o país após essa guerra destruidora, que matou 80% daquela geração de jovens, e ainda tratavam bem os americanos que haviam sido seus inimigos…

  2. Luiz Claudio Pimentel
    09/10/2011 às 7:20 PM

    Variedade de fotos incrivel, muito boa matéria.

  3. tiago
    08/02/2013 às 9:24 AM

    da para ver nessas fotos, a radioactividade!

  4. Hugo
    23/01/2014 às 7:54 PM

    Estive anos atrás em Hiroshima e Nagasaki, cenário da destruição pelo artefato nuclear desenvolvido e concebido pelos judeus Robert Oppenheimer e Albert Einstein. Parte da família de minha mulher japonesa morreu em Nagasaki. É triste ver hoje a exploração do tema holocausto, sendo 6 milhões de judeus, quando na guerra morreram aproximadamente 70 milhões de pessoas direta ou indiretamente envolvidas no conflito. É triste também estudar história, e descobrir quanta mentira foi criada e implantada para conduzir a opinião do povo no pós guerra, inclusive esconder até hoje da humanidade o massacre da população civil alemã pelos ingleses.

  5. Hugo
    23/01/2014 às 7:58 PM

    Francisco, parabéns a você por preservar a história, fotos falam mais que palavras.

  6. 05/12/2015 às 3:54 PM

    Caos e violência absurda em 50 tons de cinza, contrastados com áreas preservadamente íntegras e estruturas métalicas retorcidas; assim como em uma tela abstrata pintada por um grande artista o qual não poderíamos aplaudir. Trágico! Abraão Rosah.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: