Arquivo

Archive for the ‘Marinha Alemã’ Category

A Marinha Alemã Muda de Rumo

A Alemanha no início de sua reestruturação militar passou a investir em couraçados de grande tonelagem para fazer frente ao conflito que se desenhava. Admiral Graf Spee (1934)e o  Bismarck (1940) são navios com essa finalidade. A Marinha inglesa, sempre referenciada como a mais experiente, também buscava melhorar sua frota que era já estava obsoleta.

Nesse momento a Alemanha começa a investir pesado também em submarinos. Os UBoots chamam a atenção do Fürher e uma linha de produção de altíssima qualidade que começa a ser estruturada a partir de 1935. A capacitação profissional para esse tipo de navio também é referência na Alemanha nazista.

Após a Batalha do Rio Prata e a perda do Couraçado Graf Spee e o afundamento do Bismarck, praticamente na primeira missão, fazem com que Hitler  perca o ímpeto de investimento em uma Marinha convencional. A Alemanha não lança outro couraçado de bolso em todo o curso da guerra.

Em contrapartida os UBoots passam a ser a principal linha ofensiva da Kriskmarine.

Anúncios

Almirante Graf Spee: O Nome De Uma Curiosidade Histórica!

Muitas vezes a história é repleta de curiosidades que até assustam. Interessante observar como fatos da história se relacionam de tal maneira que nos deixam perplexos diante das circunstâncias.

Em 1914, morreu o Almirante da Marinha imperial alemã Maximilian Johannes Maria Hubert Reichsgraf von Spee. Ele destruiu uma esquadra da Marinha Britânica no costa do Chile em 01 de novembro de 1914. Essa vitória alemã causou impacto no moral da Marinha de Sua Majestade. Para esquecer essa vexatória derrota, foi organizada uma força para atacar e destruir a frota do Almirante Spee. O confronto aconteceu no dia 08 de dezembro próximo das Ilhas Folksland ou Malvinas. A Batalha das Malvinas (marítima), terminou com a derrota da Alemanha e a morte do Almirante, juntamente com seus dois filhos, oficias sob seu comando.

Quase 30 anos depois, em 30 de junho de 1934, foi lançado no mar o encouraçado Almirante Graf Spee, em homenagem ao herói da Grande Guerra.

Em 13 de dezembro de 1939, iniciava uma nova aventura do nome Spee pelo mesmo Atlântico Sul que perpetuou seu dignitário. O encouraçado Gref Spee , comandado pelo jovem capitão Hans Langsdorff, lutou bravamente contra três navios ingleses, HMS Ajax, HMNZS Achilles e HMS Exeter. Depois de horas de combates duros e confusos, o encouraçado alemão danificado, buscou refúgio no Porto Montevidéu.

O comandante Langsdorff foi intimado pelo governo uruguaio a deixar o porto, porém os três navios ingleses aguardavam o Graf Spee para um combate final. Em inferioridade numérica, com o navio danificado e com ordens de Adolf Hitler de não o deixar ser capturado pelos ingleses, Langsdorff desembarcou sua tripulação e fez com que o couraçado fosse pelos ares e afundasse completamente, isso sob olhares da imprensa local e estrangeira que registrou o fato. Após isso, o comandante Langsdorff suicidou-se alguns dias depois envolto na bandeira de combate alemã.

Terminava assim mais uma estranha e curiosa História do nome “Spee” no Atlântico Sul.

%d blogueiros gostam disto: